Contas públicas têm déficit de 10,6 bilhões de reais em março

Dados divulgados pelo Banco Central mostram que março registrou pior resultado para o mês desde dezembro de 2001. Somente o governo central teve saldo negativo de mais de 8,9 bilhões de reais.

O setor público consolidado, formado pela União, estado e municípios, registrou um déficit primário de 10,644 bilhões de reais em março, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC) nesta sexta-feira (29/04). Esse é o pior resultado para o mês desde o início da série histórica do BC em dezembro de 2001.

Somente o governo central (governo federal, Banco Central e Previdência) registrou um déficit primário de 8,944 bilhões de reais. Já os governos estaduais registraram superávit primário de 147 milhões de reais, enquanto os municipais tiveram um déficit de 1,040 bilhão de reais.

As empresas estatais também registram um déficit primário de 806 milhões de reais. As contas da Petrobras e da Eletrobras não estão incluídas nesse cálculo.

No acumulado em 12 meses encerrados em março, as contas públicas tiveram um déficit primário de 136,022 bilhões de reais, o que corresponde a 2,28% do Produto Interno Bruto (PIB), ou seja, a soma de todos os bens e serviços produzidos no país.

A meta inicial do governo era fechar o ano com um superávit primário para o setor público consolidado de 30,6 bilhões de reais, equivalente a 0,5 por cento do PIB. No entanto, diante ao atual cenário, o governo enviou ao Congresso um projeto para alterar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e permitir um déficit de 96,65 bilhões de reais neste ano.

Em março, a conta de juros ficou positiva pela primeira vez na série histórica do BC, fechando o mês em 648 milhões de reais. Assim, o déficit nominal, formado pelas receitas menos despesas, incluindo pagamento de juros da dívida, do setor público ficou em 9,995 bilhões de reais em março, bem menor que o rombo de 69,249 bilhões de reais equivalente ao mesmo período de 2015.

De acordo com o BC, a dívida líquida chegou a 314 trilhões de reais em março, o equivalente a 38,9% do PIB. Já a dívida bruta chegou a 4,005 reais trilhões ou 67,3% do PIB.

CN/rtr/abr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos