DW anuncia vencedores do The Bobs 2016

Daniela Späth (ca)

Pela 12ª vez, júri internacional do concurso de ativismo online da DW elege quatro iniciativas pioneiras. Site Amazônia Real é o vencedor do Prêmio do Público para a língua portuguesa.

Os vencedores do The Bobs 2016, o concurso de ativismo online da Deutsche Welle, foram anunciados em coletiva de imprensa durante a conferência digital re:publica em Berlim, nesta segunda-feira (02/05).

Entre 2.300 candidatos, o júri internacional do The Bobs - O melhor do ativismo online escolheu os ganhadores das quatro categorias principais da competição: Jornalismo Cidadão, Tech pro Bem, Arte e Cultura e Mudança Social. Os jurados, especialistas em internet de 14 regiões linguísticas, reuniram-se durante dois dias na capital alemã

O repertório dos projetos inscritos por usuários de todo o mundo variou de contas do Instagram a aplicativos de smartphones e páginas do Facebook, mostrando o grande espectro do ativismo online. Além dos Prêmio do Júri nas quatro categorias internacionais, há também um Prêmio do Público, escolhido por meio de votação online para definir o melhor site em cada um dos 14 idiomas do concurso.

Neste ano, foram computados mais de 100 mil votos. O vencedor para a língua portuguesa foi o site Amazônia Real. A iniciativa preenche uma lacuna de informações sobre a Amazônia - incluindo política, economia, meio ambiente e povos indígenas. O jurado para a língua portuguesa foi o jornalista e ativista Maurício Santoro, professor de Relações Internacionais na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).

Jornalismo Cidadão

Na categoria Jornalismo Cidadão, o premiado deste ano foi o documentário bengalês Razor's Edge ("Fio da navalha", em tradução livre). O vídeo chama a atenção para a situação perigosa de blogueiros e escritores críticos do regime em Bangladesh, com população de maioria muçulmana. Muitos blogueiros e escritores ateus foram atacados por grupos radicais islâmicos no país no ano passado. Somente em 2015, quatro foram mortos.

O blogueiro bengalês conhecido pelo pseudônimo de Nastiker Dharmakatha está por trás do filme, com 17 minutos. O ativista exilado compartilhou o vídeo no YouTube para mostrar como até mesmo políticos de alto escalão de Bangladesh estão envolvidos no planejamento de ataques contra blogueiros e escritores de outras religiões.

Quando uma cultura de impunidade por parte do governo se expande num Estado, é tarefa dos cidadãos combatê-la e exigir justiça, enfatizou a jurada Rafida Ahmed. "O documentário é um impressionante exemplo de como se pode chamar a atenção para a situação chocante no país", disse.

Tech pro Bem

O aplicativo de smartphone persa Gershad foi o homenageado na categoria Tech pro Bem. No Irã, existem códigos rigorosos de vestimenta, especialmente para as mulheres: em lugares públicos, elas devem usar um hijab (véu islâmico) e cobrir cabelo e corpo. Controles nas ruas e lugares públicos são comuns, infrações são punidas. O criador do aplicativo desenvolveu uma espécie de sistema de alerta contra esses guardiões da moral pública do Irã.

O aplicativo é alimentado em esquema de crowdsourcing: os próprios usuários alertam uns aos outros em tempo real sobre a presença dos funcionários do governo. As informações coletadas são compartilhadas num mapa disponível para todos: a localização é exibida no aplicativo com o símbolo de um policial. Se a mensagem não for atualizada, a figura desaparece gradualmente.

A decisão do júri recaiu sobre esse aplicativo, porque ele ajuda um número muito grande de pessoas, explicou a jurada para a língua persa Golnaz Esfandiari. Milhões de mulheres são afetadas pelos guardiães da moral pública, sendo intimidadas ou presas: "O aplicativo é importante porque, por um lado, tem um uso prático e, ao mesmo tempo, chama a atenção para para as ações repressivas do governo iraniano de impor o uso do hijab, intimidando mulheres", acrescentou Esfandiari.

Arte e Cultura

Na categoria Arte e Cultura, o prêmio de 2016 foi para o trabalho da iniciativa alemã Zentrum für politische Schönheit (Centro de Beleza política). O coletivo de artistas organiza campanhas na interface entre política e arte. Com formas provocantes e incomuns de protesto, os artistas ficaram conhecidos ao chamar a atenção para temas sobre a crise migratória na Europa e a exportação alemã de armas para a Arábia Saudita durante a Primavera Árabe.

Especialmente para as pessoas de países árabes ou de outras nações que são afetadas pelas exportações de armas da Alemanha, é reconfortante ver que a resistência contra a guerra e a violência não se forma apenas localmente, mas também nos países exportadores de armas para essas regiões de conflito, justificou a jurada Katharina Nocun. O prêmio "é também um apelo para olhar além das fronteiras nacionais. Ou seja, para entender como os problemas estão relacionados de forma global", ressaltou a ciberativista.

Mudança social

O site indiano Stop Acid Attacks ("Parem os ataques com ácido") é o vencedor da categoria Mudança Social. O projeto foca no assunto tabu das vítimas de ataques com ácido na Índia. Os iniciadores da plataforma querem fazer uma ponte entre as partes afetadas e a sociedade, que muitas vezes negligencia e estigmatiza as vítimas.

Com a ajuda da campanha foi criado o café Sheroes' Hangout. Ali, vítimas de ataques com ácido encontraram um lugar onde elas podem trabalhar e viver de forma independente, sem ser condenadas ao ostracismo pela sociedade.

"Este projeto é de particular importância em países como a Índia, onde a origem social e o sexo da pessoa têm uma forte influência sobre a posição na sociedade, e o patriarcado está enraizado na vida cotidiana. Com seu trabalho, os iniciadores inspiram muitos outros, contribuindo para a mudança social. Assim, a iniciativa já levou a algumas mudanças na lei", disse o membro do júri para a língua hindi Abhinandan Sekhri.

A cerimônia de premiação dos vencedores das categorias principais do The Bobs acontecerá durante o Global Media Forum da Deutsche Welle, que será realizado entre 13 e 15 de junho em Bonn.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos