Estátua de Hitler é arrematada por 17,2 milhões de dólares

Valor pago em leilão pela escultura do ex-líder nazista ajoelhado é o maior já arrecadado pelo artista italiano Maurizio Cattelan. Na peça, Hitler é representado do tamanho de uma criança e como se estivesse rezando.

Uma estátua do ex-líder nazista Adolf Hitler foi arrematada por 17,2 milhões de dólares americanos num leilão em Nova York e se tornou um recorde mundial para o artista italiano Maurizio Cattelan.

O aguardado início da temporada de leilões foi aberto, no domingo (08/05), com a venda especial de uma escultura de Hitler ajoelhado. A estátua, de cera e resina, é intitulada "Ele" e foi criada em 2001. O anterior recorde de venda de uma obra de Cattelan, de 55 anos, era de 7,9 milhões de dólares.

Na peça, Hitler surge representado do tamanho de uma criança, de joelhos, com as mãos entrelaçadas, dando a ideia de estar rezando. "Hitler é puro medo. È uma imagem de uma dor terrível. Dói até mesmo pronunciar seu nome. E ainda assim esse nome conquistou minha memória. Ele vive na minha cabeça, mesmo que permaneça tabu", disse Cattelan. "Eu queria destruí-la [a peça]. Mudei de ideia mil vezes, todos os dias."

Cattelan "desafiou os tabus de representação, disfarçando o mal encarnado sob um manto de inocência", disse o vice-presidente da casa Christie's, Loic Gouzer.

A estátua, exibida numa retrospectiva Cattelan no museu Guggenheim, em Nova York, em 2012, foi a principal obra de uma exposição temática intitulada "Bound to Fail" ("Destinado ao fracasso"), que reuniu 39 peças de arte moderna e contemporânea, organizada pela casa de leilões Christie's.

PV/lusa/ap/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos