OMS recomenda que grávidas evitem ir ao Brasil

Devido ao surto de zika, organização faz série de recomendações para Rio 2016. OMS aconselha ainda visitantes dos Jogos Olímpicos a não frequentar regiões carentes, usar repelente e camisinha.

Em um comunicado com recomendações para os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, a Organização Mundial de Saúde (OMS) pediu nesta quinta-feira (12/05) que grávidas evitem ir ao Brasil devido ao surto do vírus zika.

A OMS aconselhou ainda visitantes da cidade a não frequentar regiões urbanas carentes e superlotadas, para diminuir a chance de infecção com o vírus zika, que é transmitido, principalmente, pelo mosquito Aedes aegypti, e escolher acomodações com ar condicionado.

A organização afirma ainda que os atletas e visitantes devem consultar um profissional de saúde antes de viajar, usar repelentes de insetos e roupas que cubram o máximo possível do corpo, além de praticar sexo seguro ou se abster durante sua estadia e por pelo menos quatro semanas após o retorno.

Mais de 91,3 mil casos prováveis de zika foram registrados no Brasil entre fevereiro e o início de abril. O país é o mais afetado pelo surto do vírus que se espalhou pela América Latina. Recentemente, autoridades de saúde dos Estados Unidos comprovaram a associação entre a contaminação pelo zika e os casos de microcefalia.

CN/rtr/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos