Africana será primeira secretária-geral da Fifa

Com um currículo notável na ONU, senegalesa Fatma Samoura ocupará cargo que foi de Jérôme Valcke. Após escândalos de corrupção, federação diz focar na transparência.

A Fifa nomeou nesta sexta-feira (13/05) a senegalesa Fatma Samoura para ser a primeira secretária-geral na história de uma instituição tradicionalmente dominada por homens. "Ela trará novos ares para a Fifa, alguém de fora, não de dentro, não do passado, mas alguém novo", afirmou o presidente da entidade, Gianni Infantino, em comunicado.

Samoura, de 52 anos, que trabalha num programa das Nações Unidas na Nigéria, ocupará o cargo de Jérôme Valcke, que foi banido da entidade após denúncias de corrupção. A senegalesa será responsável pela gestão da Fifa e assumirá o cargo em junho.

"Fatma é uma mulher com experiência internacional e visão, que trabalhou com algumas das questões mais desafiadoras do nosso tempo. Ela também entende que transparência e responsabilidade estão no centro de qualquer organização bem administrada, o que é importante para a Fifa", completou Infantino.

A nova secretária-geral da Fifa começou sua carreira no Programa Mundial de Alimentação da ONU em 1995. Durante sua passagem pelas Nações Unidas, ela foi representante da organização em seis países africanos.

"A Fifa tem uma nova abordagem em seu trabalho e estou ansiosa para fazer parte disso, fazendo dessa abordagem a mais eficaz e duradoura possível", comentou Samoura.

CN/afp/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos