Bayer confirma intenção de comprar a Monsanto

Após especulações, grupo alemão confirma oferta de aquisição e diz ter se reunido com representantes da empresa americana, que é a fabricante do controverso herbicida glifosato. Valores não são divulgados.

O grupo químico e farmacêutico alemão Bayer confirmou nesta quarta-feira (19/05) a informação de que planeja a aquisição da empresa americana de biotecnologia Monsanto, o que levaria a gigante alemã à liderança mundial na produção de sementes e também de herbicidas.

"Representantes da Bayer se reuniram recentemente com membros da diretoria da Monsanto para falar confidencialmente sobre uma aquisição de comum acordo", comunicou a Bayer.

Já a Monsanto divulgou um comunicado em que afirma ter recebido uma proposta não solicitada e não vinculativa da Bayer para uma possível aquisição. A proposta está sendo analisada.

Valores não foram divulgados, mas analistas calculam que o negócio custaria entre 40 bilhões e 65 bilhões de dólares aos alemães.

Se a intenção for levada adiante, o processo de aquisição terá que ser aprovado pelas autoridades antitruste dos Estados Unidos, onde poderá enfrentar dificuldades por causa do domínio da nova empresa no setor de sementes e herbicidas.

Segundo o jornal The Wall Street Journal, juntas, a Bayer e a Monsanto controlariam 28% das vendas de herbicidas no mundo. Elas também seriam muito fortes no mercado de sementes de cereais e de soja nos Estados Unidos.

Por outro lado, a Monsanto é muito forte nos EUA, e a Bayer, na Europa e na Ásia, o que poderia ser um bom argumento para a aprovação da fusão. No ano passado, a Monsanto tentou adquirir sua concorrente suíça Syngenta, que ao final ficou nas mãos de empresários chineses.

Bolsa reage

Os comunicados de ambos as empresas foram publicados após relatos na imprensa sobre as negociações. A notícia repercutiu na Bolsa de Frankfurt, com as ações da Bayern caindo 7,9% pela manhã desta quinta-feira, para 88,81 euros (100,17 dólares).

A Monsanto tem um valor de mercado de 42 bilhões de dólares e fatura cerca de 15 bilhões de dólares por ano com a venda de sementes e herbicidas. No ano passado, a Bayer teve um volume de negócios de 46,3 bilhões de euros.

A Monsanto atravessa um período complicado, tendo reduzido as previsões de crescimento para este ano e anunciado um corte de postos de trabalho.

A empresa americana é a fabricante do controverso herbicida glifosato, muito criticado por ambientalistas e suspeito de causar câncer. O glifosato, comercializado com a marca Roundup, é o herbicida mais utilizado no mundo. A licença para o uso do glifosato na União Europeia acaba no fim de junho, e a renovação está sendo analisada pelas autoridades europeias.

Além do herbicida, a Monsanto comercializa sementes geneticamente modificadas para que as plantas sejam resistentes ao produto.

LPF/efe/ap/rtr/afp/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos