Detido na Ucrânia planejava ataque na Eurocopa

Francês é preso na fronteira com a Polônia com metralhadoras, lança-granadas e explosivos em seu carro. Segundo inteligência ucraniana, plano era realizar 15 atentados na França durante evento esportivo.

O cidadão francês detido em maio na fronteira da Ucrânia com a Polônia, com um arsenal escondido em seu carro, planejava uma série de atentados durante a Eurocopa, que começa nesta sexta-feira (06/06) na França.

Segundo informou nesta segunda-feira o chefe do serviço de inteligência da Ucrânia (SBU), Vasily Gritsak, o homem, cujo nome não foi divulgado, pretendia realizar 15 ataques durante a Eurocopa.

Entre os alvos planejados estariam pontes e outras infraestruturas de estradas, um escritório de arrecadação de impostos, uma mesquita e uma sinagoga, além de áreas públicas que serão utilizadas durante o torneio.

O SBU disse ter deixado que o homem comprasse metralhadoras, lança-granadas e outros armamentos, além de 125 quilos de TNT, antes de detê-lo. Ele teria motivações de extrema direita e nacionalistas, e teria viajado à Ucrânia sob pretexto de tomar parte no conflito separatista no leste do país.

"O francês expressou oposição quanto ao fato de seu governo permitir a imigração na França, além da disseminação do islã", diz um comunicado do SBU.

A possibilidade de um ataque terrorista durante a Eurocopa é uma das maiores preocupações do governo francês, que lida com greves nos setores de transportes e energia. Durante o torneio, 90 mil membros das forças de segurança estarão de prontidão.

RC/rtr/ap/dpa/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos