Hillary declara vitória e pede apoio de Sanders contra Trump

Após vencer as primárias em três estados, ex-secretária de Estado clama momento histórico e defende país "tolerante, inclusivo e justo". Mesmo quase sem chances, rival democrata garante que continuará na disputa.

A ex-secretária de Estado Hillary Clinton declarou vitória após as primárias desta terça-feira (08/06), e lançou um apelo aos apoiadores de seu rival, Bernie Sanders, para que se juntem a ela na disputa contra o republicano Donald Trump. O senador democrata, porém, insiste que vai levar sua campanha até o final.

Em discurso após a vitória nas primárias do estado de Nova Jersey, Hillary defendeu um país que seja "tolerante, inclusivo e justo", e declarou que um marco histórico foi atingido na noite passada.

"É a primeira vez na história de nossa nação que uma mulher será a candidata de um dos partidos majoritários", afirmou em Nova York. "A vitória desta noite não é apenas de uma pessoa. Ela pertence a gerações de mulheres e homens que lutaram para fazer com que isso fosse possível."

A ex-primeira dama, ex-senadora e ex-secretária de Estado caminha a passos largos rumo à nomeação do partido na convenção democrata em julho, após as vitórias nos estados de Nova Jersey, Novo México e Dakota do Sul. Também na Califórnia, estado com maior peso eleitoral, Hillary estava com ampla vantagem sobre Sanders.

Hillary ultrapassou a quantidade de 2.383 delegados do partido necessária para a nomeação, chegamdo a quase 2,5 mil, contra pouco mais de 1,6 mil de Sanders. A pré-candidata também tem ampla vantagem no número dos chamados "superdelegados", contabilizando 571 contra 48 de seu adversário.

Sanders promete ir até o fim

Sanders, porém, demonstrava confiança ao afirmar a seus apoiadores na Califórnia que vai levar sua campanha até as primárias de Washington, na próxima semana. "Levaremos então a nossa luta por justiça social, econômica, racial e ambiental até a Filadélfia", disse, se referindo ao estado onde será realizada a convenção democrata.

"Sou muito bom em aritmética, por isso sei que a luta à nossa frente será muito, muito dura", observou Sanders. "Mas continuarei a lutar por cada voto e cada delegado que possamos ganhar."

A campanha de Sanders conquistou a ala liberal do partido e o voto dos jovens, enquanto, ao mesmo tempo, expõe as divisões entre os democratas. Segundo pesquisas, entre um quarto e um terço dos apoiadores do senador de Vermont dizem que não votariam em Hillary sob quaisquer circunstâncias.

A pré-candidata também possui índices baixos de aceitação em todo o país, o que poderá lhe criar problemas ao enfrentar o republicano Donald Trump na corrida presidencial.

Trump, por sua vez, venceu as primárias republicanas na Califórnia e em Nova Jersey, e deverá ganhar também em Dakota do Sul, Montana e Novo México. O bilionário pediu o voto dos apoiadores de Sanders: "Vamos recebê-los de braços abertos."

RC/afp/ap/dpa/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos