Kuczynski vence eleição presidencial no Peru

Economista derrota Keiko Fujimori com diferença de pouco mais de 40 mil votos, anuncia Escritório Nacional de Processos Eleitorais. "Prometo-lhes um país melhor e diferente", diz Kuczynski ao declarar-se vencedor.

O economista peruano Pedro Pablo Kuczynski é o virtual vencedor da eleição presidencial do Peru, derrotando por pouco mais de 40 mil votos a concorrente Keiko Fujimori. Os peruanos foram às urnas no último domingo, mas o resultado só foi obtido nesta quinta-feira (09/06).

Em pronunciamento à imprensa, o chefe do Escritório Nacional de Processos Eleitorais (ONPE), Mariano Cucho, afirmou que foram processadas 100% das urnas eleitorais, mas contabilizadas apenas 99,77% delas. De qualquer forma, o resultado é irreversível, afirma a imprensa local.

A disputa foi acirrada. Kuczynski conquistou 50,12% dos eleitores, somando 8.580.474 votos, enquanto Fujimori obteve uma porcentagem de 49,88%, com 8.539.036 votos. A diferença de votos válidos entre os dois candidatos, a mais estreita da história do Peru, é de 41.438 votos.

Após o anúncio do ONPE, Kuczynski se pronunciou nas redes sociais saudando o povo peruano. "Obrigado a todos que votaram em mim e aos que votaram contra mim. Prometo-lhes um país melhor e diferente", escreveu o economista no Twitter. "Temos que trabalhar como um só país com muitas opiniões. Ofereço-lhes humildade, reconciliação, diálogo e, sobretudo, trabalho."

Apesar das comemorações por parte de Kuczynski, Fujimori não parece ter pressa em reconhecer sua derrota. O porta-voz Pedro Spadaro afirmou que o partido Força Popular espera primeiro por uma declaração oficial do Conselho Nacional Eleitoral, órgão que está acima do ONPE.

Fujimori, de 41 anos, é filha do controverso ex-presidente Alberto Fujimori, que cumpre 25 anos de prisão por corrupção e crimes contra os direitos humanos. Derrotada em 2011 pelo atual presidente Ollanta Humala, ela perde a segunda oportunidade de ser a primeira mulher a governar o Peru.

Já Kuczynski, de 77 anos, é filho de um médico de Berlim de origem polonesa, emigrado para o Peru durante o nacional-socialismo. O economista já foi ministro de Economia e Finanças e presidente do Banco Central peruano. Seu partido, Peruanos pela Mudança, é uma legenda nova que aglutina diversos grupos políticos pequenos, que, por sua vez, representam diferentes interesses.

Depois que 100% das urnas forem contabilizadas e as autoridades eleitorais peruanas confirmarem o nome de Kuczynski como presidente eleito do Peru, o político toma posse em 29 de julho.

EK/ap/dpa/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos