França condena três hooligans russos

Em reação aos confrontos violentos entre torcedores na Eurocopa, tribunal de Marselha determina também a deportação de 20 russos. Incidentes de sábado resultaram em 35 feridos.

Depois de uma semana de violência na Eurocopa, a França condenou nesta quinta-feira (16/06) três russos a 24, 18 e 12 meses de prisão. Eles eram acusados de participação nos atos de violência de sábado em Marselha, onde Rússia e Inglaterra se enfrentaram pela fase de grupos do torneio.

Além das penas de prisão, o tribunal de Marselha decretou que Alexei Erunov, alvo da pena mais elevada, Serguei Gorbatchev, punido com um ano e meio, e Nikolay Morozov, condenado a um ano de cadeia, fiquem impedidos de entrar em França durante dois anos - contados após o cumprimento das penas.

Erunov, de 29 anos, diretor do departamento responsável pela relação com os torcedores do clube russo Lokomotiv Moscou, para o qual o procurador-adjunto André Ribes pedia dois anos e meio de prisão, reconheceu durante a audiência a sua presença nas imagens de vídeo. Nelas se vê um grupo de torcedores russos agredindo ingleses com cadeiras e barras de ferro.

"Peço desculpa. Reconheço que estive lá, mas não atingi ninguém. Tenho as mãos limpas", disse Erunov no tribunal correcional de Marselha, numa declaração traduzida.

O tribunal teve acesso às imagens através de um vídeo filmado com uma câmera colocada junto ao corpo de um dos agressores e colocado na rede social Youtube por torcedores russos.

"É uma caçada. Eles partem em passo de corrida, mantêm-se em grupo e conservam energia suficiente para aquilo que chamam de 'fight' (luta, em inglês)", descreveu o juiz. "Sempre que há um inglês isolado, eles atacam", acrescentou.

O procurador-adjunto também pedia 30 meses de prisão para Gorbatchev, de 33 anos, líder de uma torcida organizada do Arsenal Tula, da segunda divisão russa. O veredicto do tribunal foi ao encontro da pena que Ribes solicitou para Morozov, de 28 anos, torcedor muito ativo do Dínamo de Moscou.

Os três torcedores condenados fazem parte de um grupo de 43 russos detidos na terça-feira, dos quais 20 serão deportados do território francês, sem que enfrentem acusações, e os restantes 20 serão libertados.

Os incidentes de sábado resultaram em 35 feridos, a maioria dos quais britânicos, um deles em estado grave, mas estável.

Em um outro caso, sete torcedores russos agrediram um grupo pequeno de turistas espanhóis em Colônia, na Alemanha. Duas pessoas ficaram gravemente feridas, segundo a imprensa alemã. Os russos estavam retornando da Eurocopa, na França, a Moscou. A polícia alemã deteve seis dos sete agressores, de acordo com o tabloide Bild.

PV/lusa/ap/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos