Federação deixa atletismo russo fora dos Jogos do Rio

IAAF mantém suspensão de todos os competidores de atletismo da Rússia, em decisão inédita que exlui dos Jogos Olímpicos nomes como a saltadora Yelena Isinbayeva. COI vai avaliar caso, mas mudança é tida como improvável.

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF) decidiu nesta sexta-feira (17/06) manter a suspensão a todos os competidores russos de atletismo, em meio ao escândalo que relacionou vários atletas do país a um programa sistemático de dopagem.

A participação da equipe de atletismo russa nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro está agora nas mãos do Comitê Olímpico Internacional (COI), que terá uma reunião sobre o assunto na próxima semana. Uma mudança na decisão, porém, é tida como improvável.

"Algum progresso foi feito, mas não o suficiente. A decisão foi unânime, e a política não teve papel durante a reunião", disse o presidente da IAAF, Sebastian Coe.

A decisão foi tomada após a divulgação de mais um relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada), na quarta-feira, sobre doping na Rússia, uma das superpotências no atletismo. Com nomes como a saltadora Yelena Isinbayeva, o país foi segundo lugar no quadro de medalhas de atletismo nos Jogos de 2012.

O documento revelou 52 novos casos de dopings e tentativas de obstruir os testes e resultados, sugerindo que não houve uma mudança com relação a essa prática no país.

Com a manutenção da suspensão, a IAAF rejeitou o apelo da Rússia, que alegou ter tomado as medidas requeridas para que a equipe de atletismo voltasse à ativa. É a primeira vez que a IAAF suspende um país como um todo após um escândalo de doping.

Coe disse também que casos de atletas que não foram pegos em exames antidopings poderão possivelmente ser analisados individualmente.

Rússia pretende recorrer

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a Rússia está pronta para tomar medidas legais para evitar que atletas sejam banidos. A Rússia pretende recorrer da decisão junto ao Tribunal Arbitral do Esporte.

"Obviamente, tudo que for preciso para defender o direito dos atletas e o time olímpico está sendo feito e será feito no nível legal", ressaltou.

"Estamos extremamente desapontados com a decisão da IAAF de manter a suspensão para todos os atletas, criando uma situação sem precedentes de uma nação inteira de atletas sendo banida dos Jogos Olímpicos", disse o ministro russo dos Esportes, Vitaly Mutko.

Em carta aberta divulgada antes da reunião da associação, Mutko afirmou que o país aplicou todas as condições impostas, incluindo uma reforma na federação e criando testes adicionais.

"Atletas limpos que dedicaram anos de suas vidas em treinos e que nunca tentaram ganhar vantagem injustamente através do doping não devem ser punidos por ações passadas de outros indivíduos", pediu.

CN/rtr/afp/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos