Iraque anuncia libertação de Falluja do EI

Após semanas de combate, tropas do governo expulsam jihadistas de grande parte da cidade controlada pelo "Estado Islâmico" desde 2014. Extremistas resistem ainda no norte do município.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, anunciou nesta sexta-feira (17/06) a libertação da cidade de Falluja, a oeste da capital Bagdá, que estava em poder do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI), após semanas de combate na região.

"Prometemos a libertação de Falluja e a retomamos. Nossas forças de segurança controlam a cidade, com exceção de pequenas áreas, cuja segurança precisa ser garantida nas próximas horas", disse Abadi, em um comunicado televisivo.

No final de maio, forças de segurança iraquianas deram início a uma ofensiva para libertar a cidade, que era controlada pelos jihadistas desde janeiro de 2014. Depois de semana de confrontos violentos, os militares conseguiram alcançar o centro de Falluja na manhã desta sexta-feira, com o suporte de ataques aéreos realizados pela coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

As tropas visavam chegar a edifícios do governo e a estação de polícia que foram depredados pelos jihadistas. Segundo o comandante Haider al-Obedi, no início da noite, os militares já controlavam 80% do território da cidade. Extremistas remanescentes ainda apresentavam resistência ao norte do município, onde autoridades estimam a presença de milhares de civis.

No início da ofensiva, autoridades estimavam que cerca de 50 mil civis estivessem sob poder do EI na cidade. Entre 30 mil e 40 mil conseguiram fugir da região e foram abrigados em campos ao redor de Falluja.

Uma equipe das forças de segurança trabalha na remoção de bombas ao longo das estradas de regiões recapturadas, incluindo a rodovia que dá acesso à Bagdá.

Importante conquista

A retomada de Falluja é um passo importante para a libertação da província de Al-Anbar. A cidade foi a primeira região urbana conquistada pelo "Estado Islâmico" no início da expansão da atuação dos jihadistas pela província e pelo norte do país.

O Iraque, com o apoio aéreo americano, vem recuperando cidades controladas pelos jihadistas. Apesar de vitórias, a segunda maior cidade do país, Mosul, e regiões ao norte e na fronteira com a Síria permanecem sob controle do EI.

CN/afp/ap/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos