França investiga dois suspeitos por morte de casal de policiais

Charaf-Din Aberouz e Saad Rajraji serão julgados sob acusação de envolvimento em organização terrorista. Assim como o assassino, os dois já foram condenados por ligação com grupos extremistas.

A promotoria de Paris comunicou neste sábado (18/06) que dois suspeitos associados ao assassinato de um comandante da polícia francesa e de sua parceira serão julgados sob acusações de envolvimento em organização terrorista.

Uma investigação judicial sobre as mortes dos dois policiais, focando nas acusações de assassinato, sequestro e participação de um plano terrorista, disse a promotoria.

"Charaf-Din Aberouz e Saad Rajraji [...] serão trazidos diante de um tribunal como parte da investigação judicial a fim de investigar suas supostas adesões a um grupo terrorista", comunicou a promotoria parisiense.

Aberouz e Rajraji seguem sob custódia das autoridades francesas. Ambos foram condenados em 2013 por ligação com uma organização terrorista.

O comandante de polícia Jean-Baptiste Salvaing e a administradora policial Jessica Schneider foram esfaqueados até a morte em sua casa na última segunda-feira. O agressor de 25 anos, Larossi Abballa, foi morto posteriormente por uma unidade da polícia francesa.

Abballa também tinha sido condenado em 2013 por envolvimento numa rede jihadista na fronteira entre Paquistão e Afeganistão e declarou lealdade à organização extremista "Estado Islâmico" (EI).

PV/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos