França e Suíça empatam sem gols em Lille

Philip Verminnen

Em partida marcada por bola e camisas rasgadas, seleção francesa acerta duas vezes a trave da meta suíça, mas não tira o zero do placar. No outro jogo do Grupo A, a Albânia conquista sua primeira vitória numa Eurocopa.

Com a França poupando alguns titulares e ambas as seleções não podendo perder para manter a liderança do Grupo A, no caso da França, e garantir a classificação, pelo lado da Suíça, a partida não teve muitas emoções, em Lille, neste domingo (19/06). Exceto duas bolas na trave do goleiro Yann Sommer e um belo primeiro tempo de Paul Pogba, os franceses voltaram a mostrar um futebol cuidadoso.

Já pensando nos confrontos do mata-mata, o treinador da Équipe Tricolore, Didier Deschamps, efetuou diversas alterações no time titular, buscando poupar alguns atletas fisicamente e outros pendurados com um cartão amarelo. Ficaram no banco Blaise Matuidi, N'Golo Kanté, Olivier Giroud e principal jogador da campanha, Dimitri Payet.

Nem por isso, a França iniciou o jogo com uma escalação fraca. Com Yohan Cabaye, Kingsley Coman e André-Pierre Gignac os franceses seguiam com bastante qualidade ofensiva em campo. E os Les Bleus tem um tal de Paul Pogba.

Sumido nas duas primeiras partidas da seleção francesa, quando aparentemente esteve mais preocupado em discutir com a imprensa e distribuir gestos obscenos à arquibancada, Pogba resolveu mostrar todo seu talento em Lille. O meia da Juventus, tido como uma dos jogadores mais completos do futebol atual, dominou as ações em campo durante o primeiro tempo.

Com 20 minutos de bola rolando, Pogba já havia finalizado quatro vezes contra a meta defendida por Yann Sommer - uma delas acertou o travessão e duas foram espalmadas pelo goleiro suíço. Pogba estava afim de jogo.

No geral, o primeiro tempo foi aberto e bastante pegado. Tão pegado que resultou em incidentes curiosos. Três jogadores da Suíça tiveram suas camisas rasgadas em disputas pela bola: Admir Mehmedi, Granit Xhaka e Breel Embolo, que iniciou a partida no lugar do criticado Haris Seferovic. Xhaka teria sua segunda camisa rasgada na etapa final.

Se no primeiro tempo eram as camisas, no início do segundo tempo foi a vez da bola não suportar a força dos atletas. A dividida entre Antoine Griezmann e Valon Behrami, aos sete minutos, praticamente estourou a bola em duas partes. No lance seguinte, Griezmann obrigou Sommer a uma grande defesa.

As boas chances ficaram por ai. A Suíça até tentou buscar a vitória que garantia a ela a liderança do Grupo A, mas esbarrou na excepcional dupla de volantes Pogba e Moussa Sissoko. O goleiro francês Hugo Lloris não passou de um mero espectador nesta partida.

E precisou Deschamps colocar Payet em campo para os Les Bleus terem outra grande chance de abrir o marcador, aos 30 minutos. Após bela arrancada pela direita de Sissoko, Payet - herói com dois gols tardios nas duas partidas anteriores - emendou o cruzamento no travessão de Sommer.

Nos minutos finais, a entender pelas alterações feitas pelos treinadores, ambas as seleções se mostravam satisfeitas com o empate. Aos 42 minutos, Payet desperdiçou cobrança de falta próxima à grande área - local de onde foi letal durante a temporada pelo West Ham, na Inglaterra.

Nos acréscimo, Blerim Dzemaili é puxado na grande área por Sissoko, mas o árbitro esloveno Damir Skomina nada marcou. Com o empate, a França assegurou a primeira colocação do Grupo A, com sete pontos, seguido pela Suíça, com quatro pontos.

Na outra partida válida pelo Grupo A, a Albânia conquistou sua primeira vitória num grande torneio internacional ao derrotar a Romênia por 1 a 0, em Lyon. O gol histórico foi anotado por Armando Sadiku. Na terceira colocação do grupo com três pontos e um saldo negativo de dois gols, a Albânia ainda possui chances de ser uma das quatro seleções terceiro colocadas a se classificarem para as oitavas de final.

Ficha técnica

Suíça 0 x 0 França

Local: Stade Pierre Mauroy, Lille

Arbitragem: Damir Skomina (Eslovênia) auxiliado por seus compatriotas Jure Praprotnik e Robert Vukan.

Cartões amarelos: Adil Rami (24'/1T), Laurent Koscielny (37'/2T)

Suíça: Yann Sommer; Stephan Lichtsteiner, Fabian Schär, Johan Djourou e Ricardo Rodríguez; Valon Behrami e Granit Xhaka; Xherdan Shaqiri (Gelson Fernandes 34'/2T), Blerim Dzemaili e Admir Mehmedi (Michael Lang 40'/2T); Breel Embolo (Haris Seferovic 29'/2T). Técnico: Vladimir Petkovic.

França: Hugo Lloris; Bacary Sagna, Adil Rami, Laurent Koscielny e Patrice Evra; Moussa Sissoko, Yohan Cabaye e Paul Pogba; Kingsley Coman (Dimitri Payet 17'/2T), Antoine Griezmann (Blaise Matuidi 32'/2T) e André-Pierre Gignac. Técnico: Didier Deschamps.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos