Os gols de brasileiros em Eurocopas

Philip Verminnen

Éder garantiu a classificação da Itália às oitavas de final da Eurocopa 2016. O catarinense, no entanto, não é o primeiro brasileiro a balançar as redes no torneio de seleções. A lista inclui um artilheiro improvável.

Enquanto na Copa América Centenário nos EUA os atacantes da seleção brasileira falharam em anotar um único gol contra Equador e Peru - sendo eliminados ainda na fase de grupos - tem brasileiro balançando as redes na Eurocopa 2016, na França. E não é a primeira vez que isso acontece.

Na última sexta-feira, o gol de Éder, anotado aos 43 minutos do segundo tempo contra a Suécia, garantiu a segunda vitória da Itália nesta edição do torneio europeu e a classificação antecipada para as oitavas de final.

Mas o primeiro gol brasileiro numa Eurocopa foi anotado há oito anos, pelo zagueiro Pepe, que defende a seleção de Portugal desde 2007. O alagoano bicampeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid é também o artilheiro brasileiro em Eurocopas, com dois gols marcados: o primeiro em 2008, contra a Turquia (2 a 0), e o segundo em 2012, contra a Dinamarca (3 a 2).

Na mesma Eurocopa de 2008, o paulista Anderson Luís de Souza, mundialmente conhecido como Deco, balançou as redes na vitória portuguesa por 3 a 1 contra a República Tcheca.

Por fim, completa a lista um herói improvável: Roger Guerreiro, lateral-esquerdo revelado pelo São Caetano, marcou o gol no empate de 1 a 1 com a anfitriã Áustria, também em 2008. Aquele gol não foi somente o único da Polônia naquele torneio, como foi o primeiro da história da seleção polonesa em Eurocopas.

Na edição de 2016 ainda podem ocorrer mais gols brasileiros. Além de Éder - que tem contrato desde 2012 com a Sampdoria, mas foi emprestado à Internazionale de Milão no começo deste ano -, há outros quatro brasileiros inscritos no torneio: o paulista Thiago Motta, também pela Itália, Pepe, por Portugal, o curitibano Thiago Cionek, pela Polônia, e o goleiro Guilherme, nascido no Rio de Janeiro e convocado pela Rússia.

Além destes cinco brasileiros, outros seis já participaram de Eurocopas. Destaque para os volantes Donato, o pioneiro, que defendeu a Espanha em 1996, e Marcos Senna, o único a ser campeão europeu, em 2008, também com a Espanha.

Completam a lista Paulo Rink, que defendeu a Alemanha em 2000, Kevin Kuranyi, nascido em Petrópolis, mas que cresceu na Alemanha e jogou pela Nationalelf na Euro de 2008, o atacante Eduardo da Silva, que vestiu a camisa da Croácia na edição de 2012, além do volante carioca Marco Aurélio, que, após a naturalização, mudou seu nome para Mehmet Aurélio e defendeu a Turquia na Eurocopa de 2008.

Curiosamente, a partida contra a Suécia da última sexta-feira foi apenas a segunda pela seleção italiana em que Éder ficou os 90 minutos em campo. Natural da cidade de Lauro Müller, em Santa Catarina, o jogador se profissionalizou no Criciúma, mas logo se transferiu ao futebol italiano, em 2005.

Com passagens por Empoli, Frosinone, Brescia, Cesena, Sampdoria e Inter de Milão, Éder soma 12 partidas pela Squadra Azzurra e três gols - dois pelas Eliminatórias para a Eurocopa e o da última sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos