Com ataque na berlinda, Alemanha enfrenta Irlanda do Norte

Philip Verminnen

Em meio a críticas pela falta de pontaria de seus atacantes, seleção alemã precisa fazer gols para manter a liderança no Grupo C. Apesar de ter um artilheiro nato no elenco, Joachim Löw deve insistir com Müller e Götze.

Em duas partidas, dois gols marcados - pelo zagueiro reserva Shkodran Mustafi e pelo fisicamente debilitado capitão Bastian Schweinsteiger, que soma menos de cinco minutos em campo nesta Eurocopa. As principais peças ofensivas em campo na vitória por 2 a 0 contra a Ucrânia e no empate sem gols com a Polônia decepcionaram.

E sobrou para Mario Götze, autor do gol que garantiu há dois anos o quarto título mundial da Alemanha, e Thomas Müller, até então tido como intocável na Nationalelf. Até o zagueiro Jérôme Boateng não poupou críticas.

"Nós podemos estar contentes com o 0 a 0. Não ganhamos uma disputa de bola no ataque. Como equipe defendemos bem, melhor do que contra a Ucrânia. Mas ofensivamente faltou bastante", disse, após o duelo contra a seleção polonesa.

Para a partida decisiva no Grupo C, nesta terça-feira (21/06), contra a Irlanda do Norte, em Paris, aumentou o coro da opinião pública alemã pela escalação do centroavante Mario Gómez. E os pedidos são compreensíveis.

Gómez fez uma bela temporada pelo Besiktas, marcando 26 gols em 33 partidas e conquistando o Campeonato Turco. Único centroavante clássico no elenco da Alemanha, Gómez não tem muito espaço com o treinador Joachim Löw devido ao estilo de jogo dos atuais campeões mundiais: muita movimentação, posições indefinidas, criação de espaços para infiltrações de meias ou volantes.

"Os norte-irlandeses são altos, fortes no jogo aéreo. Um Mario Gómez não teria muitas chances pelo alto. Nós precisamos confundi-los com mais movimentação", disse Löw, sinalizando que manterá a dupla Götze e Müller no time titular contra a Irlanda do Norte. Löw teve até de responder questionamentos sobre falta de liderança no elenco e falta de personalidade de alguns atletas - e se irritou.

Thomas Müller, um dos artilheiros da Copa do Mundo de 2010, ainda corre atrás de seu primeiro gol em Eurocopas: já são sete partidas em branco. "Nos jogos anteriores não obtivemos o êxito que é esperado de nós. Eu, pessoalmente, teria gostado de mais oportunidades de gol. Tenho que tentar estar um passo à frente que o adversário na bola", disse Müller, sem deixar de devolver a crítica à imprensa. "Não marcamos os gols, por isso a crítica é justificável. Mas deixaram de avaliar nosso desempenho em prol do coletivo."

Já Götze, que depois do heroico gol no Maracanã amargurou a reserva no Bayern de Munique e anotou apenas cinco gols em 21 partidas pela seleção alemã, buscou na filosofia a resposta pela falta de pontaria. "Um dia somos o cão, em outros somos a árvore", sem explicar ao certo o que quis dizer. "Qualquer um consegue lidar com críticas. Somos profissionais o suficiente para focarmos na próxima partida."

Fato é que com Götze, Müller ou Gómez a Alemanha precisa marcar gols e vencer a Irlanda do Norte caso queira encerrar a fase de grupos na liderança do Grupo C. Isso porque a Nationalelf soma os mesmos quatro pontos que a Polônia, que enfrenta a já desqualificada Ucrânia, em Marselha. Caso Alemanha e Polônia vençam suas partidas, o saldo de gols será determinante - no momento os alemães têm um gols de vantagem no saldo em relação aos poloneses. Lembrando que, com três pontos, a Irlanda do Norte também busca a classificação.

Provavelmente a única alteração na equipe titular em comparação com o empate com a Polônia será a entrada de Andre Schürrle no lugar do apagado meia Julian Draxler. E como é sabido, a linha entre elogio e crítica no futebol é bastante tênue. Basta uma boa partida, com alguns gols, e toda essa discussão é esquecida - e o otimismo pelo tetracampeonato europeu volta a imperar na Alemanha.

Prováveis escalações:

Alemanha:Manuel Neuer; Benedikt Höwedes, Jérôme Boateng, Mats Hummels e Jonas Hector; Sami Khedira e Toni Kroos; Mesut Özil, Andre Schürrle e Thomas Müller; Mario Götze.

Irlanda do Norte:Michael McGovern; Aaron Hughes, Gareth McAuley, Craig Cathcart e Jonny Evans; Oliver Norwood; Corry Evans e Steven Davis; Jamie Ward e Stuart Dallas; Conor Washington.

Local: Parc des Princes, em Paris.

Horário: 16h (horário de Brasília).

Arbitragem: Clément Turpin (França).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos