Bélgica encerra carreira de Ibrahimovic pela Suécia

Philip Verminnen

Vitória belga elimina suecos da Eurocopa e sacramenta a despedida do atacante da seleção de seu país. Irlanda bate Itália e garante quarteto das ilhas britânicas nas oitavas de final.

O astro Zlatan Ibrahimovic encerrou sua passagem pela seleção sueca com uma derrota por 1 a 0 contra a Bélgica, nesta quarta-feira (22/06), em Nice. O resultado significou a eliminação da Suécia da Eurocopa 2016 e a classificação belga como segunda colocada no Grupo E. Além de Ibrahimovic, o goleiro Andreas Isaksson, o meia Kim Källström e o treinador Erik Hamrén haviam anunciado suas despedidas da seleção escandinava ao fim da Eurocopa.

Panorama do duelo: a Suécia precisava da vitória para seguir viva na Eurocopa, já a Bélgica seguiria na competição com no mínimo um empate. A partida começou com a Suécia efetuando sua primeira finalização a gol no torneio. Sim, no torneio. Marcus Berg, livre dentro da área, aos quatro minutos, parou nas mãos de Thibaut Courtois. Poucos minutos depois, Romelu Lukaku finalizou rente à trave esquerda de Andreas Isaksson.

A partida não teve a intensidade necessária, mas a Suécia mostrou mais iniciativa do que nos jogos anteriores. Ibrahimovic teve duas boas chances: um voleio bloqueado pelo defensor belga Toby Alderweireld, aos 22 minutos, e uma finalização que assustou Courtois, aos 26.

Era um jogo de xadrez, com nenhuma das duas seleções deixando suas defesas demasiadamente desguarnecidas. Sofrer um gol significaria a obrigação de correr atrás do prejuízo. Assim sendo, Bélgica e Suécia não correram muitos riscos e protagonizaram o 16º empate sem gols ao intervalo desta Eurocopa.

A segunda etapa seguiu com a precaução de ambas as equipes. Ibrahimovic chegou a ter um gol anulado pelo árbitro alemão Felix Brych, que assinalou falta em cima do zagueiro Toby Alderweireld. Lance duvidoso, já que o zagueiro belga baixou demasiadamente a cabeça, quando foi atingido por Marcus Berg, aos 18 minutos.

Gol anulado também pelo lado da Bélgica, mas de forma correta. Romelu Lukaku recebeu lançamento longo e tocou por cima de Isaksson, aos 28 minutos. Clássico gol de contra-ataque, mas que não valeu.

Nos últimos 15 minutos de jogo a Suécia se viu obrigada a arriscar em busca do gol e da vitória salvadora. Ibrahimovic obrigou Courtois a fazer uma boa defesa, após cobrança de falta. Aos 37 minutos, o gigante sueco teve sua cabeçada tirada em cima da linha por Kevin de Bruyne.

E os espaços surgiram para os belgas, que aproveitaram sua arma mais letal: os contra-ataques. Aos 38 minutos, Eden Hazard levou a bola pela esquerda e tocou para Radja Nainggolan. O volante da Roma acertou um chute certeiro no canto de Isaksson: 1 a 0 Bélgica.

Com a vitória e a segunda colocação no Grupo E, a Bélgica enfrenta agora a seleção da Hungria, em 26 de junho, em Toulouse.

Irlanda completa quarteto das ilhas britânicas

Na outra partida válida pelo Grupo E, a Irlanda derrotou uma desfalcada Itália também por 1 a 0. O gol foi marcado pelo meia Robbie Brady, aos 40 minutos do segundo tempo. Com quatro pontos, os irlandeses garantiram uma das quatro vagas como terceiros colocados e enfrentam agora a anfitriã França, em 26 de junho, em Lyon.

A inédita classificação da Irlanda significa também um excepcional aproveitamento das seleções das ilhas britânicas. Todos os quatro países - Inglaterra, Irlanda, País de Gales e Irlanda do Norte - superaram a fase de grupos e seguem vivos na Eurocopa 2016: galeses e norte-irlandeses se enfrentam nas oitavas de final.

Ficha técnica

Suécia 0 x 1 Bélgica

Local: Stade de Nice, Nice

Arbitragem: Felix Brych (Alemanha), auxiliado por seus compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Gol: Radja Nainggolan (38'/2T),

Cartões amarelos: Thomas Meunier (30'/1T), Albin Ekdal (32'/1T), Erik Johansson (36'/1T), Axel Witsel (45'/1T)

Suécia: Andreas Isaksson; Victor Lindelöf, Erik Johansson, Andreas Granqvist e Martin Olsson; Albin Ekdal, Kim Källström, Sebastian Larsson (Jimmy Durmaz 24'/2T) e Emil Forsberg (Erkan Zengin 37'/2T); Marcus Berg (John Guidetti 18'/2T) e Zlatan Ibrahomovic. Técnico: Erik Hamrén.

Bélgica: Thibaut Courtois; Thomas Meunier, Toby Alderweireld, Thomas Vermaelen e Jan Vertonghen; Radja Nainggolan e Axel Witsel; Yannick Ferreira-Carrasco (Dries Mertens 25'/2T), Kevin De Bruyne e Eden Hazard (Divock Origi 48'/2T); Romelu Lukaku (Christian Benteke 42'/2T). Técnico: Marc Wilmots.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos