Bombardeios matam dezenas em Damasco

Segundo ativistas, ataques aéreos foram realizados pelo regime sírio em represália a morte de piloto. Diferentes grupos armados trocam acusações sobre responsável pelo assassinato.

Ao menos 31 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas neste sábado (02/07) após ataques aéreos na periferia de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos. Ativistas afirmam que os bombardeios foram perpetrados por tropas do governo.

Um comitê de organização local de ativistas fala em 25 mortos, entre eles, uma equipe formada por sete médicos.

O alvo dos ataques foi a região de Yirud, a noroeste de Damasco, que é controlada pelos grupos opositores Frente al-Nusra e os grupos islamistas Yaish al Islam e Ahrar al Sham.

Segundo o Observatório Sírio, os ataques são uma represália pela captura e assassinato de um piloto do regime sírio, nesta sexta-feira. Diferentes grupos armados trocaram acusações sobre a morte. Segundo as forças sírias, o avião do piloto caiu perto de Yirud devido a "problemas técnicos"

O Exército do Islã, a principal facção armada que opera em Ghouta Oriental, também nos arredores de Damasco, acusou a Frente al-Nusra, braço da Al Qaeda na Síria, de ter matado o piloto, apesar de haver um acordo entre os grupos para que ele fosse entregue vivo.

EI sequestra curdos

Também neste sábado, jihadistas do grupo "Estado Islâmico" (EI) sequestraram um grupo de 130 curdos nos arredores da cidade síria de Al Bab, que já é controlada pelos terroristas, e outras regiões no norte da província de Aleppo.

Um membro do Conselho da Síria Democrática (CSD) disse que membros do EI invadiram casas e capturaram reféns nas localidades de Kaiba, Balija e Al Burch, todos de maioria curda. Com os novos sequestros, sobe para 1.500 o número de reféns curdos feitos pelos jihadistas nas últimas três semanas.

KG/efe/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos