Bélgica condena quatro líderes de célula extremista

Jihadistas são sentenciados a até 16 anos de prisão por serem membros de "um grupo terrorista". Desmantelada em 2015, célula de Verviers possuia fortes ligações com os atentados de Paris.

O tribunal correcional de Bruxelas sentenciou, nesta terça-feira (05/07), a 16 e a oito anos de prisão quatro homens considerados líderes da célula jihadista desmantelada em Verviers, na Bélgica, em janeiro de 2015.

Três dos condenados, Marouane El Bali, Souhaib El Abdi e Mohamed Arshad, cumprirão 16 anos de prisão. O quarto, Omar Damache, foi condenado a oito anos. Ao todo, 16 pessoas foram sentenciadas por serem membros ou líderes de "um grupo terrorista".

Algumas foram consideradas culpadas de planejar ataques em 2015. Nove dos acusados foram sentenciados in absentia e seguem foragidos. Autoridades acreditam que eles podem estar escondidos, mortos, ou lutando com o grupo extremista "Estado Islâmico" (EI).

A promotoria havia pedido penas de 15 a 18 anos. A acusação descreveu a célula jihadista de Verviers como "o esboço" dos comandos que atacaram Paris, em 13 de novembro, quando 130 pessoas foram mortas e outras 250 sofreram ferimentos.

O juiz do caso, Pierre Hendrickx, disse que a célula de Verviers estava planejando um atentado e pode ter tido a intenção de atacar o aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, em 2015. O aeroporto acabou sendo um dos alvos dos ataques de 22 de março deste ano.

A célula de Verviers foi desmantelada uma semana após os atentados terroristas contra a redação do semanário francês Charlie Hebdo e um supermercado judaico, em Paris, em janeiro de 2015. A polícia belga invadiu o esconderijo do grupo - a troca de tiros foi tão intensa que a casa pegou fogo.

Dois membros da célula foram mortos no tiroteio, enquanto outro foi levado sob custódia. Outras detenções seguiram com o decorrer das investigações, que estabeleceram também ligações entre a célula de Verviers e os agressores que executaram os ataques de 13 de novembro em Paris.

Abdelhamid Abaaoud, o líder da célula de Verviers, foi uma figura chave no planejamento dos atentados de Paris. Ele foi morto poucos dias depois dos ataques num tiroteio com a polícia francesa em Saint-Denis.

PV/lusa/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos