Itália investiga possível falha humana em colisão de trens

Autoridades italianas acreditam que erro humano pode ter sido causa da tragédia que deixou 23 mortos e 52 feridos no sul do país. Governo promete 1,8 bilhões de euros para modernização de linhas regionais antiquadas.

Autoridades italianas investigam se uma falha humana teria sido a causa da colisão de dois trens no sul do país. A tragédia numa zona rural da região de Apúlia deixou 23 mortos e 52 feridos, informaram autoridades regionais nesta quarta-feira (13/07).

O acidente ferroviário ocorrido nesta terça é um dos piores da história da Itália. Dois trens que circulavam a 100 quilômetros por hora no mesmo trilho colidiram frontalmente entre as cidades de Corato e Andria. Após especulações, o presidente da região de Apúlia esclareceu que não há desaparecidos.

O ministro italiano de Infraestruturas e Transportes, Graziano Delrio, criou uma comissão de investigação para investigar os motivos da tragédia.

Delrio reconheceu, em audiência com parlamentares na Câmara dos Deputados em Roma, que a via de 37 quilômetros de extensão conta apenas com um sistema de comunicação telefônica.

"Infelizmente um sistema como esse, de monitoramento telefônico, que deixa totalmente a um ser humano a possibilidade de uma intervenção, é considerado hoje um risco", afirmou.

O ministro destacou que a Alemanha usa um sistema de controle automático de circulação ferroviária, que é aplicado em boa parte da linha nacional de trens na Itália. Mas em Apúlia, onde circulam trens regionais, usa-se o sistema antigo. O trecho entre as cidades de Bari e Barletta é administrado pela empresa privada Ferrotramviaria.

A tragédia gerou debates na Itália sobre investimentos na segurança de linhas ferroviárias e maiores investimentos em tecnologia. O governo prometeu disponibilizar 1,8 bilhões de euros para modernizar as ferrovias regionais antiquadas.

KG/efe/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos