Hollande afirma que ataque em Nice foi claramente terrorista

Caráter terrorista do atentado não pode ser negado, afirma o presidente francês, que prorroga o estado de emergência no país por mais três meses poucas horas depois de ter anunciado seu fim.

O presidente François Hollande afirmou na madrugada desta sexta-feira (15/07), em Paris, que "o caráter terrorista" do ataque com um caminhão em Nice "não pode ser negado".

Leia também: Caminhão atinge multidão e deixa dezenas de mortos em Nice

Leia também: Testemunhas relatam momentos de pânico e horror em Nice

Em curto pronunciamento na televisão, o chefe de Estado disse ainda que vai prorrogar por mais três meses o estado de emergência que vigora na França desde os atentados de 13 de Novembro.

Ainda à tarde, ele havia dito que o estado de emergência iria terminar no próximo dia 26 de julho, depois de já ter sido prorrogado três vezes pelo Parlamento.

"A França como um todo está sendo atacada pelo terrorismo islâmico", afirmou Hollande. "Vamos mostrar a mais absoluta vigilância e determinação. Temos de fazer de tudo para lutar contra o flagelo do terrorismo."

O presidente afirmou que 77 pessoas morreram no ataque em Nice, incluindo crianças, e que há cerca de 20 pessoas em estado crítico. O motorista foi morto e ainda não foi indentificado, disse. Também não está claro se ele tinha cúmplices, acrescentou Hollande.

Por volta das 22h30 (horário local), um caminhão avançou sobre uma multidão que acompanhava uma queima de fogos de artifício na famosa Promenade des Anglais, em Nice, no sul da França. Autoridades confirmaram 77 mortes.

AS/rtr/afp/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos