COI estudará "opções legais" antes de suspender a Rússia

Após denúncia de doping sistemático, Comitê Olímpico Internacional adia decisão sobre possível exclusão da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio. Ministro do Esporte russo é banido do evento.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu nesta terça-feira (19/07) adiar por alguns dias a decisão sobre a possível exclusão da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, devido a denúncia de doping sistemático no país. O órgão assegurou que vai avaliar "as opções jurídicas" e anunciou algumas medidas imediatas.

Uma investigação da Agência Mundial Antidoping (Wada) divulgada nesta segunda-feira constatou que a Rússia executou um programa estatal de doping que ia além do atletismo e que beneficiou atletas olímpicos ao longo de, pelo menos, quatro anos. O resultado de uma comissão da Wada mostra que "sem sombra de dúvidas" o Ministério do Esporte russo conduziu, controlou e supervisionou as manipulações.

A divulgação elevou os apelos para que a Rússia, que já teve sua equipe de atletismo banida da Rio 2016 pelo mesmo motivo, seja excluída por completo dos Jogos.

De acordo com o comunicado do COI, a entidade vai levar em consideração, entre outras coisas, a resolução do Tribunal Arbitral do Esporte a ser anunciada nesta quinta-feira, sobre o recurso de atletas russos contra a punição imposta pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). A entidade suspendeu a federação russa de atletismo dos Jogos Olímpicos no Rio por causa do escândalo de doping.

A audiência do Tribunal Arbitral do Esporte, que estava marcada para esta terça-feira, acabou sendo adiada na última hora, para que se avalie a solicitação de 68 esportistas. Entre eles está a saltadora com vara Yelena Isinbayeva, que discursará em nome de todo o grupo.

Enquanto isso, uma comissão de investigação do COI estudará todos os aspectos legais do caso, especialmente o que diz respeito de uma suspensão total da Rússia, que impediria a participação de atletas comprovadamente "limpos" de doping.

Comissão disciplinar e medidas imediatas

O COI instituiu uma comissão disciplinar de cinco membros, liderada pelo francês Guy Canivet, vice-presidente da Comissão de Ética do COI, para lidar com as transgressões russas.

O comitê também adotou algumas medidas imediatas. Entre outras coisas, foram suspensos momentaneamente eventos esportivos organizados pelo COI na Rússia. Os planos sobre possíveis Jogos Europeus na Rússia em 2019 foram engavetados.

Além disso, o ministro do Esporte russo, Vitaly Mutko, foi banido dos Jogos Olímpicos no Rio, e nenhum membro de sua pasta receberá credencial para o evento. Ttambém haverá novos testes em todas as amostras de doping russas dos Jogos de Inverno em Sochi.

MD/sid/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos