Avião movido a energia solar completa volta ao mundo

Solar Impulse 2 chega a Abu Dhabi após percorrer 40 mil quilômetros em 17 voos ao redor do globo, sem combustível. Idealizadores do projeto destacam potencial das energias renováveis.

O avião Solar Impulse 2, movido exclusivamente a energia solar, completou sua volta ao mundo nesta terça-feira (26/07), após aterrissar no aeroporto internacional de Abu Dhabi às 4h05 (hora local), onde iniciou sua jornada em março do ano passado.

"Este momento é muito especial para nós, completamos esta viagem passo a passo e estamos muito emocionados com a chegada a Abu Dhabi", disse à agência de notícias Efe André Borschberg, o segundo piloto da aeronave. Ela foi pilotada por Bertrand Piccard na última etapa da volta ao mundo, entre Egito e Emirados Árabes Unidos.

No total, o Solar Impulse 2 percorreu 40 mil quilômetros em 17 voos, sem combustível. Foram mais de 500 horas sobrevoando a Ásia, os oceanos Pacífico e Atlântico, os Estados Unidos, o sul da Europa e o norte da África.

Ao som da orquestra de Abu Dhabi, que recebeu o Solar Impulse na pista, Borschberg destacou o desafio de realizar a última etapa, Cairo-Abu Dhabi. As altas temperaturas obrigaram a equipe a "reajustar parte do equipamento do avião", devido à menor densidade do ar.

Borschberg afirmou que o maior desafio da volta ao mundo foi a travessia sobre o Pacífico, que foi o período mais longo que o avião passou no ar - 118 horas.

Tecnologia limpa

Liderado pelos suíços Piccard e Borschberg, o projeto Solar Impulse 2 pretende conscientizar e convencer líderes políticos da necessidade de optar por soluções tecnológicas que preservem o meio ambiente.

Piccard afirmou que a volta ao mundo representa "não uma conquista na história da aviação, mas na história da energia". "Ao voar ao redor do mundo graças a energia renovável e tecnologias limpas, demonstramos que é possível tornar nosso mundo mais eficiente em termos de energia", completou Borschberg.

O Solar Impulse 2 é equipado com mais de 17 mil células fotovoltaicas e baterias recarregáveis de lítio, as quais permitem que ele voe à noite. O avião alcança velocidades que variam entre 50 e 100 quilômetros por hora. Suas asas têm 72 metros de envergadura - pouco maior que a de um avião jumbo - e a aeronave pesa, ao todo, 2,3 toneladas - o equivalente a um carro utilitário.

Com custo estimado em mais de 100 milhões de dólares, o projeto foi patrocinado pela Masdar, a Companhia de Energia do Futuro de Abu Dhabi, o governo do país e mais de outros 40 investidores, incluindo a Google.

LPF/efe/lusa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos