Homem mata médico em hospital de Berlim

Paciente atira contra ortodontista em clínica universitária da capital alemã, se matando em seguida. Motivo do crime é desconhecido, e não há indício de terrorismo, segundo a polícia.

Um homem matou um médico a tiros num hospital universitário de Berlim e se suicidou em seguida nesta terça-feira (26/07). Segundo a polícia, não há indícios de motivação terrorista.

O incidente aconteceu por volta das 13h no hospital Benjamin Franklin, que pertence à clínica universitária Charité, a maior da Europa. O agressor era um paciente, que queria ser atendido. Ele atirou várias vezes no médico antes de atirar em si mesmo.

O médico, ortodontista, foi submetido a uma cirurgia de emergência, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia investiga os motivos do crime e disse não haver indício de outros agressores envolvidos.

Um funcionário do hospital relatou que ele e seus colegas foram alertados sobre tiros e orientados a permanecer em suas salas e trancar as portas. Mais tarde, o prédio foi evacuado, mas logo os funcionários puderam retornar.

Segundo testemunhas, ao menos 20 viaturas da polícia, dos bombeiros e de serviços de emergência foram vistos diante do hospital. O acesso ao local foi temporariamente bloqueado. A polícia informou que a situação já está sob controle.

LPF/dpa/rtr/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos