Munique homenageia vítimas do massacre em centro comercial

Cerimônia ecumênica na igreja Frauenkirche e ato no parlamento regional lembram os mortos da tragédia. "Seguiremos sendo o que somos: uma sociedade solidária", afirma presidente alemão.

Moradores de Munique, incluindo cristãos e muçulmanos, participaram neste domingo de uma cerimônia ecumênica em homenagem às vítimas do massacre ocorrido num centro comercial da capital da Baviera no último dia 22 de julho.

O presidente alemão, Joachim Gauck, a chanceler federal Angela Merkel, o governador da Baviera, Horst Seehofer, e outras autoridades também participaram da cerimônia na igreja Frauenkirche, um dos símbolos da cidade.

No atentado, um jovem alemão de 18 anos, de origem iraniana, matou nove pessoas, todas de origem estrangeira, e depois se suicidou.

"Estamos aqui para expresar tudo aquilo que nos une, não o que nos separa", afirmou o arcebispo de Munique, cardeal Reinhard Marx. Além dele, participaram da cerimônia representantes da Igreja Evangélica da Alemanha (EKD), da Igreja Ortodoxa Grega e do judaísmo.

Mais tarde, uma cerimônia no parlamento regional da Baviera teve Gauck como principal orador. "Não irão nos obrigar a odiar como eles odeiam. Não irão nos ter encarcerados no medo eterno. Seguiremos sendo o que somos: uma sociedade solidária", afirmou o presidente alemão.

AS/efe/rtrdpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos