Autores de ataques na Baviera sem contatos na Arábia Saudita

Governo saudita afirma que um membro do "Estado Islâmico" usou telefone registrado no país para se comunicar com autor de atentado na Alemanha, mas estava em área controlada pela milícia.

Os autores dos atentados de Würzburg e Ansbach, no sul da Alemanha, não tinham uma pessoa de contato ligada ao grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) dentro da Arábia Saudita, afirmou o governo saudita nesta segunda-feira (08/08).

"Em estreita colaboração com as autoridades alemãs pôde-se verificar que apenas um dos autores dos atentados manteve contato com um membro do EI que havia se registrado numa rede social usando um número de telefone da Arábia Saudita", afirma o comunicado da embaixada do país em Berlim.

Segundo o comunicado, esse membro do EI não estava na Arábia Saudita, mas numa área controlada pela milícia terrorista, portanto fora do país.

Na semana passada, as emissoras NDR e WDR e o jornal Süddeutsche Zeitung afirmaram que os dois autores de atentados na Alemanha receberam instruções por chat até instantes antes de executarem os ataques. Os números das pessoas de contato indicavam que elas poderiam estar na Arábia Saudita, afirmaram os veículos de imprensa.

Esta semana, a revista Der Spiegel informou que o governo saudita cooperaria com as autoridades alemãs nas investigações.

Em Würzburg, um refugiado afegão atacou um trem regional no dia 18 de julho, armado com machado e faca, deixando ao menos cinco pessoas feridas. Ele foi morto pela polícia. Poucos dias depois, em Ansbach, um homem oriundo da Síria matou a si mesmo e deixou 15 pessoas feridas com a explosão de uma bomba numa mochila.

AS/dpa/ard

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos