Vende-se casa de Thomas Mann na Califórnia

Jean-Philip Struck

Imóvel modernista no oeste de Los Angeles está sendo oferecido por 15 milhões de dólares, mas sem qualquer menção ao escritor alemão, que viveu ali após fugir do regime nazista. Destino deve ser demolição.

Vende-se casa com cinco quartos e quatro banheiros a cerca de quatro quilômetros da praia. Bônus: morar na casa construída pelo escritor alemão Thomas Mann. Tudo isso por cerca de 15 milhões de dólares.

Esse é o preço que uma imobiliária de Los Angeles está pedindo pela casa localizada na rua San Remo, 1550, em Pacific Palisades, no oeste da cidade. Foi nela que Mann completou algumas obras como Doutor Fausto e a última parte de José e seus irmãos. Ele viveu na propriedade entre 1941 e 1952 com a esposa e a filha.

No alto de uma colina, a casa foi levantada a pedido do próprio Mann, durante seus anos de exílio nos EUA, quando fugiu do regime nazista. Esse fato em si já seria uma curiosidade, já que a maioria dos exilados alemães que viviam na região preferia alugar imóveis mais antigos.

Mann não só mandou construir a casa, como chamou um arquiteto modernista berlinense para projetá-la: Julius Ralph Davidson. Segundo o jornalSüddeutsche Zeitung, a decisão de Mann foi provavelmente motivada pelo seu gosto pela região. Ao contrário de outros exilados como Bertolt Brecht, Mann gostava das paisagens e do clima da Califórnia. Em 1952, ele vendeu o imóvel e voltou à Alemanha. O jornal classificou a casa como uma parte da herança cultural alemã.

Temor de demolição

Só que nos anúncios, a casa está sendo oferecida como uma propriedade de luxo qualquer. Neles constam descrições sobre o tamanho e o ano da construção, mas não há nenhuma indicação sobre o ex-morador famoso ou sobre o arquiteto. Segundo o SZ, isso tem levado a especulações sobre a possibilidade de a casa ser demolida por eventuais novos proprietários.

O jornal aponta que o preço pedido é elevado para uma casa da década de 40 e que não apresenta luxos comparáveis ao de mansões mais modernas. A propriedade também está em uma região valorizada de Los Angeles e, portanto, pode ser interessante para o novo proprietário dividir o terreno e construir mais unidades.

A demolição não seria uma situação inédita, a comunidade literária de Los Angeles já ficou consternada no ano passado quando um empreendedor demoliu a casa em que o escritor Ray Bradbury morou e trabalhou durante cinco décadas.

De acordo com o jornal, Lilian Pfaff, uma pesquisadora da história da arquitetura que mora região, está tentando chamar a atenção das autoridades alemãs e de preservação do patrimônio histórico de Los Angeles para a casa. No final dos anos 80, uma ONG alemã comprou a casa do dramaturgo Lion Feuchtwanger, que também fica em Pacific Palisades. Hoje o local abriga o Instituto Cultural Alemão Villa Aurora.

A pesquisadora, que está justamente elaborando um trabalho sobre o arquiteto Davidson, também contou que os corretores têm vetado visitas à casa. Somente interessados que comprovem ter 15 milhões podem admirar a propriedade em que Mann passou mais de uma década da sua vida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos