Jogos Olímpicos na imprensa alemã: dia 6

Philip Verminnen

Destaque nos jornais e revistas do país vai para a recuperação da Alemanha no quadro de medalhas, mas também ao desempenho decepcionante dos nadadores alemães na Rio 2016.

A imprensa alemã destaca nesta quinta-feira (11/08), dia 6 dos Jogos Olímpicos, a recuperação da Alemanha no quadro de medalhas, mas distribui duras críticas ao desempenho decepcionante da equipe de natação.

Süddeutsche Zeitung:Grandiosos 13 minutos para o remo alemão

"Dentro de 13 minutos os dois barcos alemães no primeiro dia de finais do remo deram uma polida no quadro de medalhas e no até agora decepcionante desempenho da Alemanha no Rio de Janeiro. Primeiro, o four-skiff masculino repetiu de forma surpreendente a medalha de ouro de Londres e, em seguida, a equipe feminina levou o ouro na mesma categoria depois de um furioso sprint final. Entretanto, o remo alemão está representado em apenas três finais das 14 classes olímpicas. Em Londres, em 2012, ainda eram sete."

Die Welt:Brilho alemão na lagoa

"Quatro medalhas nos primeiros cinco dias, agora duas vitórias olímpicas em menos de um quarto de hora: os remadores trazem um triunfo duplo à delegação alemã - depois de duas regatas dramáticas. A vitória masculina é surpreendente, já que os campeões mundiais chegaram à final através da repescagem."

FAZ:A queda final ameaça a natação alemã

"Depois de mais uma decepção, agora com Marco Koch [campeão mundial dos 200m peito, mas que ficou sem medalha], o treinador Henning Lambertz alerta que a natação está afundando na insignificância. Ele pede por mudanças - não apenas dentro da federação. 'O sistema precisa ser mudado, caso contrário o esporte de alto rendimento deixará de existir', disse."

Der Spiegel: Atolados na piscina

"Antes dos Jogos Olímpicos a Federação Alemã de Natação anunciou três esperanças de medalha - e, internamente, esperava por uma quarta. Mas tudo ocorreu bastante diferente: Paul Biedermann encerrou sua carreira com um decepcionante sexto lugar nos 200m livre; Franziska Henke, segunda do ranking mundial nos 200m borboleta, ficou de fora da final; e Marco Koch perdeu a medalha por três décimos de segundo."

Bild-Zeitung:Treinador teme perder o emprego

"Nova noite decepcionante para os nossos nadadores nos Jogos Olímpicos! Novamente, nenhuma medalha para a Alemanha! A situação dos nossos nadadores fica cada vez mais dramática. Após o fiasco, o treinador da equipe de natação, Henning Lambertz, teme perder o emprego. 'O treinador é responsável e eu não afasto de mim essa responsabilidade'. Em comparação: nos Jogos de Londres, a natação também ficou sem medalhas, mas alcançou ao menos oito finais. Algo fora de alcance no Rio."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos