Polícia prende suspeito de vender arma a atirador de Munique

Suspeito confirma dois encontros com Ali David S. antes de massacre que deixou nove mortos. Autoridades localizaram alemão de 31 anos pela darknet e fingiram interesse em comprar armas.

A polícia alemã prendeu nesta terça-feira (16/08) o suspeito de ter vendido ilegalmente a arma usada por Ali David S. no massacre que deixou nove mortos em Munique no dia 22 de julho. O alemão, de 31 anos, foi detido durante uma operação em Marburgo, no estado de Hessen.

No decorrer da investigação, autoridades entraram em contato com o suspeito através da darknet e fingiram estarem interessados na compra de uma arma automática e uma pistola Glock 17, modelo usado pelo atirador de Munique. O vendedor foi preso no local marcado para entrega das peças.

O detido admitiu ter se encontrado com Ali David S. em duas ocasiões. A primeira em 20 de maio quando vendeu a pistola Glock 17 e depois quatro dias antes do massacre em Munique para a entrega de munição.

Segundo a Procuradoria de Frankfurt, o vendedor foi identificado em uma investigação, não relacionada ao massacre de Munique, sobre compra de armas ilegais envolvendo um contador de 62 anos do estado da Renânia do Norte-Vestfália e um estudante de 17 anos de Hessen. Ambos teriam feito negócios com o suspeito.

"O sucesso da investigação comprova mais uma vez que não há anonimato completo na internet", afirmou a procuradoria.

Investigação continua

Evidências encontradas na casa do atirador comprovam que ele viajou de ônibus para Marburgo em maio e em julho, afirmou um comunicado da polícia bávara, acrescentando que uma força-tarefa composta por 65 pessoas continua analisando mais de 3,1 mil indícios e já interrogou 250 testemunhas.

A polícia ressaltou ainda que, até o momento, não há evidências de que mais pessoas estejam envolvidas no planejamento ou execução do massacre. No dia 22 de julho, Ali David S., um alemão de origem iraniana, abriu fogo contra passantes num centro comercial, matando nove pessoas e ferindo outras 16. Após o atentado, ele se suicidou.

CN/rtr/dpa/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos