Diplomata norte-coreano foge para a Coreia do Sul

Desertor trabalhava na embaixada da Coreia do Norte em Londres e responsável por promover uma imagem positiva do país no Reino Unido. Seul anuncia que diplomata foi recebido em seu território junto com a família.

A Coreia do Sul anunciou nesta quarta-feira (17/08) que recebeu em seu território um diplomata norte-coreano que trabalhava na embaixada do país vizinho em Londres antes de desertar. Thae Yong-ho, que morava no Reino Unido há dez anos, era vice-embaixador e fugiu com sua esposa e filho.

"Agora eles estão sob a proteção do governo de Seul", disse o porta-voz do Ministério sul-coreano da Unificação, Jeong Joon-hee.

Thae era o responsável na embaixada por promover no Reino Unido uma imagem positiva da Coreia do Norte. Segundo o jornal sul-coreano Joongang, o diplomata teria desaparecido há algumas semanas, e a embaixada teria tentado localizá-lo. Ele teria seguido um plano minucioso de fuga e procurava asilo anteriormente em um terceiro país.

O periódico afirmou ainda que Thae estava sob crescente pressão do regime de Kim Jong-un para combater as críticas internacional à Coreia do Norte pelas violações de direitos humanos.

As deserções de cidadãos norte-coreanos, principalmente de classe média e alta, aumentaram recentemente devido à repressão e aos impactos das sanções internacionais. Em abril, 13 norte-coreanos que trabalhavam em restaurantes do regime de Pyongyang no exterior pediram asilo a Seul.

A maioria dos desertores busca asilo na Coreia do Sul, onde tem esperanças de alcançar uma vida mais próspera.

CN/efe/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos