Twitter suspende 235 mil contas que promoviam terrorismo

Empresa americana apresenta balanço dos últimos seis meses e afirma que número de suspensões aumentou mais de 80% em relação ao ano anterior. Desde meados de 2015, 360 mil contas foram banidas da rede social.

O Twitter anunciou nesta quinta-feira (18/08) que suspendeu, nos últimos seis meses, 235 mil contas que faziam apologia ao terrorismo. Somadas aos números anunciados em fevereiro, o número de contas banidas da rede social chegou a 360 mil desde meados de 2015.

A empresa americana afirmou que as contas apagadas contribuem significativamente na redução desse tipo de atividade na rede social. De acordo com o Twitter, o número diário de suspensões aumentou mais de 80% desde o ano passado e atingiu níveis máximos imediatamente após a ocorrência de atentados terroristas.

A empresa disse ainda que ampliou o tamanho das equipes que buscam contas que promovem o terrorismo e a violência. Essa expansão permitiu uma redução no tempo de atuação para identificar esse problema.

"No futuro vamos seguir investindo tanto em tecnologia como em outros recursos para enfrentar esse problema e atualizaremos os progressos que estamos alcançando de maneira regular", afirmou a rede social, em um comunicado.

O Twitter ressaltou que foram tomadas medidas para tornar mais difícil o regresso imediato de pessoas responsáveis pelas contas apagadas para a plataforma.

"O mundo é testemunha de uma nova onda de ataques terroristas mortíferos e abomináveis. Condenamos energicamente esses atos e seguimos comprometidos em eliminar a promoção da violência e do terrorismo em nossa plataforma", acrescentou.

CN/efe/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos