Líder populista: alemães devem se armar

Depois de defender uso de armas policiais contra refugiados, Frauke Petry, do Alternativa para a Alemanha, questiona capacidade do governo de proteger cidadãos, encorajando à autodefesa nas áreas menos populosas.

A política populista de direita Frauke Petry, colíder do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) exortou os cidadãos da Alemanha a portarem armas de fogo. Segundo ela, o governo teria perdido o monopólio da proteção do público, especialmente nas áreas menos populosas.

Em entrevista ao conglomerado de mídia Funke Mediengruppe, Petry questionou o policiamento no país e as severas restrições à posse e licenciamento de armas de fogo, diante da série de atentados fatais ocorridos na Alemanha em julho. Em janeiro último, ela causara polêmica ao propor que a polícia alemã empregasse suas armas para coibir o ingresso ilegal de refugiados.

A ultradireitista disse não ver motivos para preocupação, caso a população se arme nas regiões onde a austeridade federal e regional "sistematicamente arruinou" as forças policiais: "Todos nós sabemos quanto tempo leva para a polícia chegar às cenas de crime, especialmente nas áreas de população esparsa", comentou.

Além disso, endurecer ainda mais as leis armamentistas no país colocaria os cidadãos "respeitáveis" em desvantagem, e não aqueles que obtiveram suas armas na "Darknet", as áreas ocultas da rede. "Muita gente está se sentindo cada vez mais insegura", pontificou a extremista de direita.

Ela se referia à prisão de um homem de 31 anos na terça-feira, na cidade de Marburg, sob suspeita de ter fornecido a pistola Glock 17 usada no tiroteio de 22 de julho, em Munique. Na ocasião, um teuto-iraniano de 18 anos matara nove frequentadores de um shopping-center, a maioria jovens e de origem muçulmana.

De olho nas eleições estaduais

Em seguida ao massacre de 2002 em Erfurt, no Leste alemão, em que um rapaz de 19 anos matou 16 pessoas, a Alemanha adotou leis mais rigorosas relativas a armas de fogo. A idade mínima para posse é 18 anos, e caçadores licenciados e atiradores esportivos estão sujeitos a supervisão municipal mais rigorosa e testes psicológicos para licenciamento.

Petry lança seu chamado às armas pouco mais de duas semanas antes das eleições parlamentares em Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, estado na costa do Mar Báltico pouco populoso, com apenas 1,6 milhão de habitantes. Seu atual governador é Erwin Sellering, do Partido Social-Democrata (SPD).

Uma pesquisa de intenção de votos divulgada nesta sexta-feira mostrou os social-democratas liderando, com 26% da preferência eleitoral, seguidos pela União Democrata Cristã (CDU), da premiê Angela Merkel; o AfD com 19%; o A Esquerda com 16%; e o Partido Verde com 6%.

AV/rtr,afp,epd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos