Sarkozy anuncia candidatura às presidenciais de 2017

Para se oficializar candidato, ex-presidente francês terá, porém, que vencer primárias de seu partido, Os Republicanos, em novembro. Anúncio é feito em livro e divulgado nas redes sociais.

O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy, de 61 anos, líder do partido conservador Os Republicanos, anunciou nesta segunda-feira (22/08) que vai concorrer às eleições presidenciais de 2017.

A declaração foi feita no Twitter, onde anunciou para quarta-feira o lançamento do livro Tout pour La France (Tudo pela França) com a frase: "Este é o ponto de partida."

"Decidi ser candidato a presidente em 2017. Sinto que tenho força para travar essa batalha em um tempo da história tão problemático", afirma Sarkozy em trecho do prólogo do livro divulgado, em seguida, no Facebook.

Mas antes de se tornar oficialmente candidato à presidência, Sarkozy precisa vencer as primárias de seu partido em novembro. Doze políticos já anunciaram a candidatura, entre eles o ex-primeiro-ministro e atual prefeito de Bourdeaux, Alain Juppé, de 71 anos, o favorito nas pesquisas.

Além de ter que desbancar os adversários, a nomeação do ex-presidente é ameaçada por escândalos. Desde 2010, Sarkozy é acusado de participar de diversos casos de corrupção e de tráfico de influência, mas nunca foi condenado ou julgado.

Sarkozy perdeu a reeleição para o socialista François Hollande, em 2012, após apenas um mandato como presidente. Ao deixar o cargo, anunciou que estava deixando também a política e se dedicou a dar palestras remuneradas pelo mundo.

Em 2014, no entanto, ele voltou atrás da decisão e se tornou o líder do partido de oposição conservador, que foi rebatizado como Os Republicanos. O ex-presidente alegou a falta de esperança, de futuro e a raiva que viu entre os franceses para justificar seu retorno. A campanha de Sarkozy deve ser baseada em ideias linha-dura sobre imigração e segurança.

O primeiro turno das eleições presidenciais na França será em abril. Entre os possíveis candidatos está a líder da legenda radical de direita Frente Nacional (FN), Marine Le Pen, que anunciou sua intenção de concorrer à presidência.

CN/efe/lusa/rtr/afp/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos