Tribunal confirma banimento russo das Paralimpíadas

Corte Arbitral do Esporte confirma decisão de excluir toda a delegação da Rússia do evento em virtude da revelação de um programa de doping estatal. Kremlin fala em cinismo e sugere motivação política.

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) - a mais alta instância jurídica esportiva do mundo - anunciou nesta terça-feira (23/08) ter decidido contra o recurso da Rússia e que menteve o banimento de todos os atletas do país nos Jogos Paralímpicos do Rio.

A decisão de excluir toda a delegação da Rússia da Paralimpíada, tomada inicialmente em 7 de agosto pelo Comitê Paralímpico Internacional (CPI), é em virtude da revelação de um programa de doping estatal russo.

O escândalo é fruto de um relatório feito para a Wada, agência mundial antidoping, que revelou que governo e serviço secreto russos acobertaram centenas de casos de doping em esportes olímpicos durante anos, assim como em eventos paralímpicos.

Pelo menos 250 competidores russos estarão ausentes do evento, que acontece entre os dias 7 e 18 de setembro. Segundo o tribunal, o CPI "não violou nenhuma regra de procedimento ao tratar do processo disciplinar" que levou à suspensão da Rússia do evento.

O tribunal acrescentou que o veredicto foi "proporcional nestas circunstâncias" e que o comitê russo não apresentou nenhum indício contradizendo os fatos nos quais a decisão do CPI se baseou.

Com a decisão, a corte vai ainda mais longe do que o Comitê Olímpico Internacional (COI), que não chegou a impor uma suspensão coletiva à Rússia nos jogos do Rio e deixou a decisão nas mãos das federações esportivas internacionais.

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, insinuou que a decisão do CAS, que ele chamou de cínica, teria motivação política, e afirmou ser um duro golpe contra todas as pessoas com deficiência física.

"A história do doping russo é um coquetel repulsivo, com 80% de política e 20% de doping verdadeiro", disse Medvedev em sua página no Facebook. "Em alguns países eles descobrem o doping rapidamente, em outros, nunca", criticou, afirmando que a questão é tratada com dois pesos e duas medidas.

RC/efe/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos