"Declarações de Trump são ameaça para o México", diz Peña Nieto

Presidente mexicano justifica convite ao candidato americano, que visitou o país vizinho, como uma tentativa de diálogo para enfrentar risco existente para os mexicanos. Construção de muro na fronteira gera controvérsia.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, justificou nesta quarta-feira (31/08) o convite feito ao candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump, com quem se reuniu na Cidade do México. Peña Nieto afirmou que o objetivo do encontro foi "enfrentar a ameaça e o risco que há para o nosso país" levando em conta as declarações do magnata, que afirmou que se chegar à Casa Branca construirá um muro na fronteira.

"Como presidente da república tenho uma única responsabilidade, que é cuidar dos mexicanos e zelar pelo México", declarou o mandatário em entrevista após o encontro com Trump, nesta quarta-feira. "Hoje, como talvez não tenha ocorrido em nenhum outro momento da história da corrida eleitoral nos EUA, o México é parte do debate, e houve posicionamentos que representam uma ameaça."

Peña Nieto classificou o convite feito a Trump como um "primeiro espaço de diálogo". O presidente mexicano disse ter sido enfático com o candidato republicano ao falar sobre o muro que o empresário pretende construir à custa dos próprios mexicanos. "Apontei que o México não pagaria pelo muro de maneira alguma", disse Peña Nieto.

No entanto, na entrevista coletiva que deu ao lado de Trump, o americano disse ter insistido na construção de um muro de 3.200 quilômetros, mas que os dois políticos não chegaram a discutir quem pagaria por ele.

"Discutimos sobre o muro, não discutimos o financiamento do muro, ficará para depois. Esse foi um encontro preliminar, foi um excelente encontro", afirmou o magnata americano.

Quando questionado sobre o porquê da ausência do tema, o presidente mexicano afirmou que houve "um pouco de desordem ao final da conferência", "mas está claramente registrado o quão enfático fui com ele na reunião privada".

"Eu disse a ele que essa não é a via para construir uma relação que seja benéfica para ambos os países. A primeira coisa que exigimos é que haja respeito mútuo", disse Peña Nieto, afirmando estar consciente e compartilhar da indignação provocada pelas declarações do magnata contra os mexicanos.

LPF/efe/afp/rtr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos