Novo álbum de rapper angolano traz crítica social e dura vida de imigrante no Brasil

Luciano Nagel

Há mais de dez anos em Porto Alegre, região sul do Brasil, o músico Geraldino Canhanga do Carmo da Silva, profissionalmente conhecido como Kanhanga, lança seu terceiro disco no país.

"O Preto do Bairro III" é o mais novo álbum que o rapper angolano Kanhanga lança no Brasil. O disco, que é o terceiro da carreira do cantor, conta com 14 faixas no estilo hip-hop e rap.

O álbum traz uma diversidade de mensagens, nas quais o músico angolano fala de sua vida de imigrante, família e preconceito racial, como revela o próprio Kanhanga.

"Tem músicas que falam da minha família, da minha vida em si. Obviamente que eu sempre costumo pautar em uma das músicas o fato de eu ser um imigrante angolano que vive aqui no Brasil, e caraterizando todos estes fenômenos sociais que afligem de alguma outra forma. Falo do preconceito, falo da desigualdade", conta o rapper.

Problemas sociais brasileiros

A partir do seu olhar de imigrante, o cantor também aborda no novo álbum alguns problemas sociais e económicos vividos no Brasil. Kanhanga também aproveita para fazer comparações com a situação vivida em Angola.

"Fala-se um pouco da situação atual, da crise financeira que também atinge Angola e Brasil. Procurei trazer um pouco disso. Acho que a música caracteriza a problemática, mas no final, apesar de tudo isso, nós estamos bem, nós conseguimos viver", relata o rapper.

Homenagem ao Brasil

Geraldino Canhanga do Carmo da Silva, nascido na cidade de Lobito, pronvíncia angolana de Benguela, deixou o seu país de origem quando tinha pouco mais de 20 anos de idade. Chegou, então, em 2005, a Porto Alegre para estudar Administração de Negócios Internacionais e investir na carreira de músico.

O primeiro single do disco é a música "Porto Alegre", na qual o rapper retrata sua paixão e carinho pela capital do Estado do Rio Grande do Sul que o recebeu de braços abertos.

"Eu lancei esta música justamente para caracterizar esta relação que eu tenho com a cidade que me recebeu durante estes dez anos que vivo aqui no Brasil. Independente do que eu sofro, do que eu tenha passado. Eu procurei falar das coisas boas que a cidade me ofereceu e que me oferece até hoje", diz Kanhanga, que enfatiza os bons momentos que vive em solo brasileiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos