Samsung faz recall mundial do Galaxy Note 7

Medida é anunciada após consumidores relatarem que smartphones pegaram fogo ou explodiram. Empresa sul-coreana já havia vendido mais de 2,5 milhões de unidades do aparelho em todo o mundo.

A empresa sul-coreana Samsung anunciou nesta sexta-feira (02/09) que vai realizar um recall mundial do smartphone Galaxy Note 7, após relatos de consumidores de que aparelhos pegaram fogo ou explodiram durante a recarga da bateria.

As vendas do modelo serão provisoriamente suspensas em ao menos dez países, incluindo a Coreia do Sul e os Estados Unidos. O diretor da divisão de telefonia celular da Samsung, Koh Dong-jin, informou que os usuários que compraram o Galaxy Note 7 poderão trocá-los por outros modelos de forma temporária.

"Temos um software para comprovar se existe problema no telefone. Durante a revisão, [os usuários] podem utilizar qualquer outro modelo de aparelho disponível", disse.

Segundo Koh, os problemas teriam sido causados por "defeitos nas baterias". A empresa estima que para cada um milhão de aparelhos haja 24 baterias defeituosas.

A maior inovação do Galaxy Note 7, de bordas curvas e com lápis ótico, é o fato de ser á prova d'água. O aparelho chegou ao mercado no dia 19 de agosto. Cerca de 2,5 milhões de unidades já foram vendidas.

Este é o primeiro recall em massa de smartphones da Samsung e deverá ser um duro golpe para a empresa, que havia recentemente recuperado força no mercado após perder espaço nos últimos anos para a americana Apple.

RC/efe/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos