Congressistas pedem a Obama que não perdoe Snowden

Relatório de comitê de inteligência do Congresso afirma que ex-analista da NSA não se enquadra no perfil de um "whistleblower" e é um mentiroso e criminoso. Snowden ridiculariza resultado de investigação.

Um relatório do comitê de inteligência do Congresso dos Estados Unidos divulgado nesta quinta-feira (15/09) afirma que Edward Snowden, o responsável pelo vazamento de informações sigilosas da Agência de Segurança Nacional (NSA), não se enquadra no perfil de um whistleblower e é um criminoso.

Segundo o relatório, Snowden era um "funcionário descontente" dos serviços de inteligência e alguém que fabricava e exagerava fatos. "Uma análise próxima dos registros de Snowden revela um hábito de mentir de forma intencional", afirma o relatório. Segundo o comitê, Snowden teria começado o roubo de material confidencial duas semanas após ser repreendido.

Após dois anos de investigações, o comitê suprapartidário, liderado por congressistas do Partido Republicano, divulgou um resumo não confidencial de três páginas sobre como o ex-analista teria conseguido remover documentos das redes da NSA, o que os documentos contêm e que danos eles podem causar à segurança nacional americana.

Os membros do comitê também pediram ao presidente Barack Obama que não conceda o perdão presidencial a Snowden. "A alegação de Snowden de que teria roubado essas informações e as divulgado para proteger os americanos, a privacidade e as liberdades civis é prejudicada por suas próprias ações", afirmaram.

Em 2013, o ex-analista da NSA vazou milhares de documentos confidenciais, denunciando um gigantesco esquema de vigilância da NSA. Os dados relevaram que os serviços de inteligência coletavam registros telefônicos de milhares de americanos, além vasculhar e-mails privados em todo mundo e até espionar líderes internacionais.

Snowden critica comitê

Através do Twitter, Snowden comentou várias das alegações do relatório, antes de desqualificar o comitê. "Após 'dois anos' de investigações, o povo americano merece coisa melhor." Disse. "Esse relatório desqualifica o comitê."

"O Congresso passou dois anos escrevendo o relatório para desencorajar vocês de assistirem a esse filme", afirmou Snowden, em referência ao filme do diretor Oliver Stone que estreia nesta sexta-feira nos Estados Unidos. Stone declarou ser favorável ao perdão para Snowden.

Em entrevista ao jornal The Guardian, o ex-colaborador da NSA pediu a Obama que lhe conceda o perdão antes de deixar a Casa Branca. Organizações como a Anistia Internacional, Human Rights Watch e União Americana para Liberdades Civis (ACLU) iniciaram petições online para que o pedido seja atendido.

RC/ap/afp/efe

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos