Polícia acha segunda bomba após explosão em NY

Autoridades de segurança encontram segundo explosivo próximo a local da detonação que deixou ao menos 29 pessoas feridas, uma em estado grave, no centro de Manhattan. Prefeito diz que se trata de "ato deliberado".

Neste domingo (18/09), a polícia de Nova York localizou uma segunda bomba, aparentemente uma panela de pressão, a apenas poucas quadras de onde aconteceu, na noite deste sábado, uma explosão que deixou ao menos 29 feridos no centro da maior cidade americana, informou a mídia local.

A nova descoberta foi feita na rua 27, entre a Sexta Avenida e a Sétima Avenida, no centro de Manhattan e, segundo fontes policiais, parece uma panela de pressão de cuja parte central saem cabos. As TVs americanas mostraram imagens desta panela, cujos cabos estão conectados com fita adesiva de cor prata. O artefato lembra a panela de pressão usada no atentado à Maratona de Boston, em 2013.

Na noite de sábado, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, qualificou a explosão como um "incidente muito grave" e a chamou de "ato deliberado", mas, num primeiro momento, disse que não há conexão com o terrorismo. Ainda não está claro se a explosão foi causada por um artefato semelhante ao encontrado na rua 27.

O incidente aconteceu às 20h30 (horário local, 21h30 em Brasília) na rua 23, também entre a Sexta Avenida e a Sétima Avenida, no bairro de Chelsea, segundo confirmou o corpo de bombeiros da cidade. A polícia e os bombeiros acham que o artefato, do qual não deram detalhes, estava dentro de um tonel de lixo.

As autoridades da cidade disseram que o saldo atual de vítimas é de 29 feridos, um deles em estado grave, e asseguraram que não existem ameaças específicas contra a cidade de parte de algum grupo terrorista.

A explosão ocorreu horas antes que comecem a chegar à cidade quase cem governantes que participarão, a partir da segunda-feira, de uma cúpula organizada pela ONU e do debate de alto nível da Assembleia Geral das Nações Unidas.

Entre as personalidades presentes figura o presidente americano, Barack Obama, que chega à cidade neste domingo. Uma fonte oficial da Casa Branca divulgou que Obama já foi informado sobre a explosão, cujas causas "continuam a ser objeto de investigação".

CA/efe/lusa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos