Trio de cientistas britânicos leva Nobel de Física por pesquisa com "matéria exótica"

Comitê de premiação afirma que David J. Thouless, F. Duncan M. Haldane e J. Michael Kosterlitz "abriram as portas para um mundo desconhecido", revelando os segredos da chamada "matéria exótica$escape.getQuote().O prêmio Nobel de Física foi atribuído nesta segunda-feira (04/10) aos cientistas britânicos David Thouless, F. Duncan Haldane e J. Michael Kosterlitz, pelas "descobertas teóricas das transições da fase topológica e às fases topológicas da matéria", afirmou o comitê da premiação, segundo o qual o trabalho dos três pesquisadores "revelou o segredo da matéria exótica" – termo que se refere à matéria que se desvia das propriedades normais. A Academia Real de Ciências da Suécia afirmou que os britânicos "abriram as portas" para um mundo desconhecido, onde a matéria se encontra em estados ou fases incomuns. Thouless, de 82 anos, nasceu na Escócia e é professor emérito da Universidade de Washington, enquanto Haldane, de 65, nascido em Lonfres, leciona física na Universidade de Princeton e Kosterlitz, de 63 anos, também escocês, é professor na Universidade de Brown, igualmente Estados Unidos. Os três realizaram seus estudos nos anos 1970 e 1980. O Prêmio Nobel costuma agraciar pesquisas realizadas há décadas para assegurar a durabilidade das descobertas ao longo do tempo. Contatado pela academia durante a cerimônia de anúncio dos prêmios, Haldane manifestou-se "muito surpreso e grato" pela distinção. "Este trabalho foi realizado há muito tempo, mas agora há novas descobertas sendo feitas com base nesse trabalho. Há muita esperança de que estes novos materiais tenham grande potencial", disse o cientista. "A maioria das descobertas acontece dessa forma. Pelo menos no campo teórico, você tropeça na descoberta e tem a sorte de reconhecer que o que você encontrou é algo muito interessante." Os anúncios dos prêmios Nobel deste anos foram iniciados nesta segunda-feira, com o Nobel de Fisiologia ou Medicina sendo agraciado ao biólogo japonês Yoshinori Ohsumi por suas descobertas sobre como as células reciclam seu conteúdo, num processo conhecido como autofagia – palavra de origem grega que significa "comer a si próprio". O prêmio de Química será anunciado nesta quarta-feira, e o prêmio Nobel da Paz, na sexta-feira. As premiações de Economia e Literatura serão divulgadas na próxima semana. Cada prêmio prêmio tem o valor de 8 milhões de coroas suecas (930 mil dólares). Os laureados também recebem uma medalha e um diploma na cerimônia de entrega dos prêmios no dia 10 de dezembro, aniversário do fundador da premiação, Alfred Nobel, morto em 1896. RC/lusa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos