Furacão continua rota de destruição na costa leste dos EUA

Matthew perde intensidade, passando à categoria um, numa escala que vai até cinco. Furacão se movimenta ao largo da Carolina do Sul e região enfrenta chuvas intensas e fortes ventos.O Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) afirmou neste sábado (08/10) que o furacão Matthew foi rebaixado para a categoria um, na escala que vai até cinco, em seu trajeto ao largo da costa da Carolina do Sul, nos EUA. A região registra chuvas intensas e fortes ventos. Matthew, que atravessou na noite anterior a costa da Geórgia, apresenta ventos máximos de 140 km/h e se encontra a 35 quilômetros a sul-sudoeste de Charleston, na Carolina do Sul. O furacão chegou à costa noroeste da Flórida nesta sexta-feira e se move em direção a noroeste na velocidade de 19km/h. "Na trajetória prognosticada, o centro de Matthew continuará se movendo ao largo ou sobre a costa da Carolina do Sul hoje, e nas proximidades da costa sul da Carolina do Norte nesta noite", destacou o NHC em boletim divulgado às 9 horas (horário de Brasília). O centro meteorológico, com sede em Miami, espera um enfraquecimento do ciclone nas próximas 48 horas. Mesmo assim, o alerta para furacão permanece ativo na faixa costeira que se estende de Altamaha Sound, na Geórgia, até Surf City, na Carolina do Norte. Já um aviso de tempestade tropical é mantido para o norte de Surf City até Duck, também na Carolina do Norte. Em sua passagem pela Geórgia, o furacão Matthew deixou mais de 210 mil pessoas sem energia elétrica, afirmou a companhia George Power, a maioria na região de Savannah, uma das mais afetadas pelos ventos e tempestades ocasionadas pelo furacão. Em Savannah, a maré chegou a alcançar o segundo nível mais alto dos últimos 80 anos, de acordo com dados do Serviço Nacional de Meteorologia. Desde a noite de sexta-feira a cidade de Charleston, na Carolina do Sul, apresenta inundações e enfrenta o risco de sofrer os efeitos das ondas e uma possível maré de tempestade, isto é, a subida do nível do mar que atinge a terra impulsionada pelos ventos e outros fatores, o que pode ter consequências catastróficas. A Flórida é o primeiro estado americano que sofre os estragos do poderoso furacão depois dele passar pelo Caribe, onde somente no Haiti deixou ao menos Na Flórida, o primeiro estado americano que sofre os estragos do Matthew depois dele passar pelo Caribe, onde deixou quase 900 mortos e dezenas de milhares de pessoas desabrigadas no Haiti. O furacão se tornou o pior desastre natural do país desde o terremoto de 2010, que matou 300 mil pessoas. FC/efe/rtr/dpa

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos