Roma retira candidatura aos Jogos Olímpicos de 2024

Comitê Olímpico Italiano informa que capital está oficialmente fora da disputa para sediar evento. Decisão fica entre Paris, Los Angeles e Budapeste.A cidade de Roma está oficialmente fora da disputa para sediar os Jogos Olímpicos de 2024, segundo informou nesta terça-feira (11/10) o presidente do Comitê Olímpico Italiano, Giovanni Malagò. A prefeita da capital, Virginia Raggi, já havia se manifestado contra a candidatura. "Nesta manhã, escrevi uma carta ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para comunicar o fim do processo de candidatura de Roma 2024", disse Malagò, em pronunciamento à imprensa. "Este é o dia mais triste de minha presidência", acrescentou ele, que comanda o comitê desde 2013. Malagò afirmou que a candidatura de Roma dependia de três pilares para ser oficializada – Comitê Olímpico, governo e prefeitura. "Perdemos um desses pilares por questões ideológicas e demagógicas", disse, referindo-se a Raggi. "Tivemos que interromper o projeto faltando 11 meses para sua conclusão." Em setembro, a prefeita de Roma anunciou que retiraria a candidatura romana alegando que a cidade não tem condições de receber um evento deste porte. O conselho municipal chegou a votar uma moção contra a candidatura. "Seria irresponsável dizer sim", afirmou Raggi, eleita em junho pelo Movimento Cinco Estrelas, um partido antiestabilishment criado pelo comediante Beppe Grillo. "Não precisamos de mais elefantes brancos. Precisamos restaurar as instalações existentes e tornar o preço das entradas mais acessíveis aos cidadãos", acrescentou ela na época, afirmando que Roma ainda paga dívidas referentes os Jogos Olímpicos de 1960. "Não temos nada contra os Jogos ou o esporte, mas não queremos que o esporte se torne uma desculpa para mais rios de cimento na cidade." Nesta terça-feira, Malagò rebateu as declarações de Raggi e declarou que os Jogos Olímpicos de 2024 serão "os primeiros com novas regras", o que permitiria que Roma "não pagasse quase nada" para sediar o evento e ainda teria oportunidade de melhorar serviços básicos na cidade, como transporte. O COI confirmou nesta terça-feira ter recebido a notificação. "Tomamos nota da decisão de Roma. Todas as circunstâncias e informações que recebemos nos últimos dias demonstram claramente que se trata apenas de uma questão de política interna italiana", disse o órgão em nota. Com a desistência de Roma, a disputa para sediar o evento fica reduzida às cidades de Paris, Los Angeles e Budapeste. A escolha será anunciada em setembro de 2017, em Lima. Além da capital italiana, Hamburgo e Boston também rejeitaram os Jogos Olímpicos de 2024. EK/efe/dpa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos