Polícia alemã investiga venda de bebê no Ebay

Policiais da cidade alemã de Duisburg abrem investigação por suspeita de tráfico de seres humanos contra casal de refugiados que colocou a filha de 40 dias à venda no site de leilões, por 5 mil euros.A polícia da cidade de Duisburg, no oeste da Alemanha, afirmou nesta quinta-feira (13/10) que abriu uma investigação contra um casal de refugiados depois de a filha de 40 dias ter sido colocada à venda na plataforma online de leilões Ebay. O anúncio foi postado na última terça-feira por um vendedor utilizando o pseudônimo de Kühlschank (refrigerador, em alemão) e permaneceu cerca de meia hora online, até que funcionários da plataforma percebessem a venda e avisassem à polícia. Na foto do anúncio, a bebê olhava curiosa para a câmera. Sobre a imagem, lia-se o preço: 5 mil euros. A polícia levou o caso a sério e colocou a menina de 40 dias sob os cuidados do Juizado de Menores. As autoridades abriram investigação contra os pais da criança por suspeita de tráfico de seres humanos. Após a denúncia dos funcionários do Ebay, os policiais puderam identificar a conexão de internet, que segundo as autoridades pertenceria a uma família de refugiados. Na noite de quarta-feira efetuou-se então a busca no apartamento de onde foi feito o anúncio. A menina, chamada Maria, passa bem. A polícia interrogou os pais do bebê, um homem de 28 anos e uma mulher de 20, e os liberou. Não foram revelados detalhes do interrogatório. Os policiais investigam agora a seriedade do anúncio de venda e quem o postou. A princípio, a suspeita de tráfico humano se dirige contra os proprietários da conexão de internet através da qual a venda foi colocada online. E esses seriam os pais do bebê. CA/dpa/lusa/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos