Checkpoint Berlim: Parceria israelense e palestina

Saudade de comer um bom prato tradicional da cozinha de ambos territórios levou palestino e israelense a abrir um restaurante na capital alemã. Há um ano, Kanaan encanta clientes com o melhor homus da cidade.O restaurante Kanaan, no bairro de Prenzlauer Berg, promete o melhor homus de Berlim – e cumpre a promessa. Mas, além do cardápio saboroso, o local possuiu um conceito nobre: a reunião das cozinhas tradicionais palestina e israelense. Na capital alemã, o conflito alcança a paz na ideia do israelense Oz Ben David e do palestino Jalil Dabit. A paixão pelo prato tradicional de várias cozinhas no Oriente Médio acabou juntando a dupla, que abriu o pequeno restaurante há cerca de um ano. A falta de um homus que realmente chegasse perto do que é o servido em sua terra impulsionou o projeto culinário. E, realmente, a especialidade do Kanaan é diferente do que se encontra em outros restaurantes pela cidade. "Homus é como um espaguete, que pode ser preparado de várias maneiras", contou-me Oz Ben. No Kanaan, além do tradicional homus palestino ou israelense, a especialidade ganhou uma versão alemã, que leva batata doce, porém, preparada como se serve em Israel. "Nossa mensagem é mostrar que a combinação gera sempre algo melhor. Mas há regras para combinar as coisas, é preciso oferecer o melhor e respeitar o que já existe para criar algo novo", acrescenta o antigo relações públicas. Oz Ben vive em Berlim há quase dois anos e conheceu Jalil quando ele procurou seu escritório de consultoria para estrangeiros que queriam abrir negócios na cidade. "A história romântica seria dizer que a fé nos aproximou", ressaltou com um sorriso. Após esse "encontro do destino", aos poucos foi surgindo a ideia do Kanaan. O fato de terem nascido em lados opostos de um conflito não tem nenhuma importância para os dois. "É um conflito entre governantes, não entre pessoas. Os israelenses, até os mais de direita, têm orgulho de dizer que têm amigos palestinos. O ódio não é entre pessoas, é entre governantes", avaliou Oz Ben. Com o restaurante, que matou a saudade da culinária caseira, o relações públicas solucionou uma das "falhas" da capital alemã e completou a adaptação na cidade. Para ele, a vida em Berlim é mais tranquila e menos estressante do que na sua terra natal. "Pela primeira vez pude parar de pensar em fazer muito dinheiro para poder pagar as despesas. Aqui não é preciso muito para viver, o importante é fazer algo que você ama, e as pessoas perceberão isso". E, realmente, o amor da dupla pelo que faz é percebido no sabor da comida e no trato com os clientes. Além do homus, recomendo também a couve-flor, a melhor que já comi na minha vida. O Kanaan fica na Kopenhagener Str.17, no bairro Prenzlauer Berg. Clarissa Neher é jornalista freelancer na DW Brasil e mora desde 2008 na capital alemã. Na coluna Checkpoint Berlim, publicada às sextas-feiras, escreve sobre a cidade que já não é mais tão pobre, mas continua sexy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos