Dois terremotos atingem centro da Itália

Tremores de magnitude 5,4 e 6,0 atingem região de Macerata, nas proximidades de Perúgia, e são sentidos em várias cidades italianas, incluindo Roma. Ao menos duas pessoas ficam feridas.Dois terremotos de magnitude 5,4 e 6,0 na escala Richter foram registrados nesta quarta-feira (26/10) no centro da Itália, perto da cidade de Perúgia, afirmaram o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV), da Itália, e o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Segundo informações iniciais das autoridades, duas pessoas ficaram feridas no primeiro tremor. O primeiro sismo ocorreu às 19h10 locais (15h10 em Brasília) e durou alguns segundos. O tremor pôde ser sentido na capital Roma. De acordo com o USGS, que monitora a atividade sísmica mundial, o epicentro ocorreu a cerca de seis quilômetros da vila de Visso, na província de Macerata, a 10 quilômetros de profundidade. Duas horas depois, um segundo terremoto, de magnitude 5,9, segundo o INGV, ou 6,0, segundo o USGS, atingiu a mesma região no centro da Itália, também perto de Visso. O tremor também foi sentido em Roma, afirmou o INGV, que registrou o epicentro a 8 quilômetros de profundidade. Os dois tremores desta quarta-feira aconteceram na região de Marcas, afetada há dois meses por outro forte terremoto, que causou a morte de centenas de pessoas. Agências de notícias internacionais relatam pânico entre os moradores e danos a edifícios e serviços de abastecimento de energia, mas não há informações imediatas sobre feridos. "Estamos sem energia, esperando as equipes de emergência", declarou o prefeito da pequena cidade de Castelsantangelo sul Nera, em entrevista à emissora local Sky TG24. "Não conseguimos ver nada. Está difícil. Muito difícil". Ao mesmo veículo, o prefeito de L'Aquila confirmou que em seu território não houve danos substanciais. Em 2009, a cidade foi palco do sismo mais fatal da história recente do país. Em 24 de agosto último, um terremoto de magnitude 6 deixou 297 mortos e causou numerosos danos no centro da Itália, especialmente nas localidades de Amatrice, Accumoli e Arquata del Tronto. O desastre gerou aproximadamente 4 bilhões de euros em danos. Atualmente, cerca de 1.400 pessoas ainda vivem em alojamentos temporários. Esta matéria está sendo constantemente atualizada. EK/rtr/efe/ap/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos