Líder do ETA é preso na França

Mikel Irastorza assumiu comando da organização separatista basca há pouco mais de um ano. Para Ministério do Interior espanhol, prisão é "duro golpe" para o grupo, que vem perdendo força nos últimos anos.O líder do grupo separatista basco ETA, Mikel Irastorza, foi preso no sul da França neste sábado (05/11), numa operação conjunta da inteligência francesa e da polícia espanhola, afirmaram autoridades da Espanha. Irastorza foi detido numa casa em Ascain, vilarejo perto dos Pirineus, disse o Ministério do Interior espanhol em comunicado. O homem de 41 anos estava foragido desde 2008. Ele assumiu a liderança do grupo há pouco mais de um ano, depois de dois outros comandantes – David Pla e Iratxe Sorzabal – serem detidos na França no ano passado. "A prisão é um duro golpe para o ETA", diz o comunicado, afirmando que esta "enfraquece o grupo no seu conjunto e faz com que ele volte a perder o seu ponto de referência no prazo de um ano, o que lhe torna difícil alcançar seus objetivos". Perda de força O ETA foi fundado em 1959, durante a ditadura de Francisco Franco, e tem como objetivo estabelecer um Estado basco independente, no norte da Espanha e no sul da França. O grupo é considerado responsável pela morte de mais de 800 pessoas. O primeiro homicídio remonta a 1968, e os últimos ataques a março de 2010, na França, quando membros do grupo assassinaram um policial perto de Paris, e a julho de 2009, na Espanha, quando um carro-bomba matou dois policiais em Maiorca. Nos últimos anos, centenas de membros da organização foram presos, e parte de suas armas, apreendida. Segundo fontes ouvidas pela agência de notícias Efe, apenas cinco membros do ETA ainda estão soltos. Irastorza é o sétimo dirigente a ser detido desde que o grupo declarou o fim da luta armada, em nome da independência do País Basco, em 2011. O ETA prometeu entregar as armas, mas até hoje o desarmamento não foi concluído. De acordo com a mídia da França e da Espanha, Irastorza está detido na cidade francesa de Bayonne. Segundo o Ministério do Interior espanhol, uma mulher francesa e um homem espanhol também foram detidos por supostamente terem dado abriga a Irastorza e serem os proprietários da casa onde ele foi preso. LPF/efe/lusa/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos