Governo suspende 1,1 milhão de benefícios do Bolsa Família

Cancelamentos de 469 mil benefícios e bloqueios de outros 654 mil foram determinados após pente-fino, que encontrou irregularidades. Programa é destinado a famílias que possuem renda mensal per capita de até 170 reais.O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário anunciou nesta segunda-feira (07/11) que encontrou irregularidades em 1,1 milhão de benefícios do Bolsa Família. Esse é o resultado de um pente-fino iniciado em junho que constatou nos casos irregulares uma renda familiar superior do que a requisitada pelo programa. Desta maneira, o ministério determinou o cancelamento de 469 mil dos benefícios e o bloqueio de outros 654 mil. Nestes casos, os beneficiários têm três meses para comprovar que cumprem os requisitos para desbloquear o auxílio. A pasta convocou ainda 1,4 milhão de famílias para atualizar o cadastro em janeiro do próximo ano. O Bolsa Família é voltado a famílias que possuem renda mensal per capita de até 170 reais. Em contrapartida, os beneficiários têm que manter os filhos na escola e a vacinação em dia. O auxílio financeiro é concedido atualmente a cerca de 13,9 milhões de famílias. As irregularidades encontradas pelo pente-fino correspondente a quase 8% do total de benefícios pagos. O cancelamento foi determinado para famílias que possuem renda per capita mensal superior a 440 reais. Já o benefício foi bloqueado para famílias com renda per capita entre 170 reais e 440 reais. A chamada para a atualização cadastral ocorre para casos que se enquadram nos requisitos do programa, mas apresentam inconsistências. O pente-fino cruzou informações do Cadastro Único para Programas Sociais com dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos (Siape) e Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). O governo estima que economizará 1 bilhão de reais com os cancelamentos, que começam a valer em novembro. Caso as irregularidades dos bloqueios sejam confirmadas, a economia com estes benefícios será de 1,4 bilhão de reais. O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário anunciou ainda que o pente-fino no Bolsa Família será mensal. "O objetivo é separar o joio do trigo. Quem precisa, terá acesso ao programa", disse o ministro Osmar Terra. CN/abr/ots

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos