Hillary pede que americanos deixem Trump governar

Emocionada, ex-secretária de Estado fala pela primeira vez depois da derrota, pede desculpas por não ter conseguido parar magnata e cobra unidade da população: "Devemos-lhe uma mente aberta e a oportunidade de liderar."Após perder a corrida presidencial americana para o republicano Donald Trump, a democrata Hillary Clinton proferiu um discurso emocionado nesta quarta-feira (09/11), em Nova York. Foi seu primeiro pronunciamento após a divulgação do surpreendente resultado. Visivelmente emocionada, a ex-secretária de Estado americana reconheceu a derrota na disputada campanha presidencial, se desculpou pela derrota e instou os americanos a manter a "mente aberta" e dar a Trump a oportunidade governar. "Donald Trump vai ser presidente. Devemos-lhe uma mente aberta e uma oportunidade para liderar", afirmou a democrata. "Nossa nação está mais dividida do que pensávamos." Hillary, que esteve muito perto de tornar-se a primeira presidente mulher dos Estados Unidos, admitiu que a derrota está sendo dolorida – com pouco para o fim da apuração, ela tinha mais votos no cômputo nacional do que Trump. "Eu sei o quão desapontados vocês se sentem. Isso é doloroso e continuará durante muito tempo", disse, bastante aplaudida. "Eu gostaria que vocês se lembrassem que a nossa campanha nunca foi sobre uma pessoa, ou uma eleição, mas sobre o país que nós amamos, sobre construir um país com esperança, um país que é inclusivo." Apesar de não ter alcançado o resultado esperado, a democrata disse se sentir grata e orgulhosa pela campanha realizada ao lado da população. Ela aproveitou o discurso para agradecer aos eleitores, voluntários, funcionários de campanha, a sua família e também ao casal Barack e Michelle Obama pelo trabalho prestado aos Estados Unidos. Durante o pronunciamento, Hillary desejou sorte ao presidente recém-eleito e informou que se ofereceu para trabalhar com o governo Trump no que for necessário. "EU me ofereci para trabalhar com ele em nome do nosso país. Espero que ele seja um presidente de sucesso para todos os americanos", afirmou. Após perder a disputa nas primárias do Partido Democrata para Barack Obama, em 2008, o democrata a convidou para ser sua secretária de Estado – cargo que Hillary assumiu entre 2009 e 2013. Com a vitória, Donald Trump torna-se o 45º presidente dos Estados Unidos, interrompendo o ciclo de oito anos dos democratas no poder. Apesar de os republicanos serem maioria no Congresso americano, ainda há divergências sobre Trump dentro do partido. Contudo, a maior e mais delicada divisão que o novo presidente enfrentará encontra-se na própria sociedade americana. A disputa acirrada pela Casa Branca mostrou como os americanos estão profundamente divididos. NT/rtr/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos