Coleção de arte de Bowie é leiloada por US$ 41 milhões

Após dois dias, casa de leilões Sotheby's conclui a venda de objetos de arte e artigos de design pertencentes ao músico e colecionador David Bowie.Depois do primeiro dia de vendas em Londres, mais 300 objetos de arte e itens de design que pertenceram ao músico David Bowie foram vendidos pela casa de leilões Sotheby's nesta sexta-feira (11/11) em Londres. Cinquenta e seis recordes foram quebrados ao longo do leilão de dois dias, que totalizou 41 milhões de dólares em vendas (cerca de 140 milhões de reais). O leilão chamou a atenção tanto no espaço de vendas quanto online, depois que as obras puderam ser vistas em exposições organizadas em Nova York, Los Angeles, Hong Kong e Londres. Mesmo antes de sua morte, a vida e a obra de David Bowie atraíram grande interesse. A exposição David Bowie Is (David Bowie é), aberta no Victoria and Albert Museum de Londres em 2013, foi vista por 1,5 milhão de pessoas, antes de circular por outras oito localidades ao redor do mundo. Durante os dois dias de vendas em Londres, a trilha sonora de Ziggy Stardust tocou nas salas de leilão da Sotheby's. Os itens em leilão perfaziam cerca de 65% dos trabalhos adquiridos por Bowie nos anos 1990 e na década passada, de acordo com a Sotheby's. As peças foram escolhidas pela família de Bowie entre a sua vasta coleção de mais de 200 trabalhos dos mais importantes artistas do século 20, incluindo Damien Hirst, Jean-Michel Basquiat, William Tillyer, Frank Auerbach, Harold Gilman, Peter Lanyon, Henry Moore e Graham Sutherland. Em entrevista impressa no catálogo, Hirst recordou que um dia Bowie apareceu em seu ateliê num terno de grife: "Lembro-me de lhe ter dito para vir ao estúdio com roupas velhas, mas ele apareceu com um terno caro e novinho em folha; ele falou que não tinha nenhuma roupa velha." Algumas das vendas superaram em muito o valor esperado pelas coleções de objetos de design do célebre músico, incluindo saleiros e pimenteiros. Projetada como um "animal de estimação musical", uma vitrola Brionvega foi vendida por cerca de 1,1 milhão de reais. Sobre uma parede do lado de fora da sala de leilão, havia uma citação de uma entrevista de Bowie em 1998, em que ele se referia a Marcel Duchamp, o artista francês considerado ao lado de Picasso e Matisse como uma das três pessoas que redefiniram o desenvolvimento revolucionário nas artes plásticas no início do século 20: "Às vezes, gostaria de me colocar no lugar de Matisse para sentir o que ele sentiu ao exibir estas coisas e dizer: 'Eu me pergunto se eles vão aceitar isso. Eu me pergunto o que vai acontecer amanhã de manhã.'" CA/efe/afp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos