Portão roubado de campo de Dachau é localizado

Dois anos após roubo, denúncia anônima ajuda polícia a encontrar na Noruega portão de ex-campo de concentração nazista. Objeto tem quase dois metros de altura e 108 quilos.A polícia anunciou nesta sexta-feira (02/12) que encontrou na Noruega o portão com a inscrição Arbeit macht frei (o trabalho liberta), que foi roubado há dois anos do antigo campo de concentração nazista de Dachau, localizado nos arredores de Munique. "O portão está em boas condições e será devolvido às autoridades alemãs o mais rápido possível", afirmou a polícia da cidade norueguesa de Bergen, em comunicado. A polícia chegou ao portão após uma denúncia anônima, mas não deu detalhes sobre a operação que localizou o objeto, somente declarou que ele estava ao ar livre. Uma fonte afirmou que ninguém foi preso. As autoridades norueguesas divulgaram duas fotografias do portão. "É um alívio saber que essa evidência original do cinismo nazista e de seu desprezo para com os humanos foi encontrada", afirmou o diretor da Fundação de Memoriais da Baviera, Karl Freller. O portão de 1,87 metros de altura e 108 quilos foi roubado na madrugada do dia 2 de novembro de 2014. Na época, a polícia alemã ofereceu 10 mil euros de recompensa por informações que levassem ao objeto. Como o roubo aconteceu sem que fosse percebido é um mistério. Para levar o objeto, antes de arrancar a peça e carregá-la até um veículo, os ladrões tiveram que escalar o portão principal do complexo, que é guardado por seguranças, mas não possui alarmes. Portão volta a Dachau Depois do roubo, autoridades alemãs fizeram uma réplica do portão, que foi instalada em Dachau no ano passado para marcar os 70 anos da libertação do campo por tropas americanas, no fim de abril de 1945. A diretora do memorial de Dachau, Gabriele Hammermann, afirmou que, depois que as autoridades concluírem as investigações e após uma restauração, o portão roubado será novamente exposto ao público. Ainda não foi decidido se ele será recolocado no seu local original. Estabelecido pelos nazistas em março de 1933, apenas algumas semanas depois de Adolf Hitler tomar o poder, o campo de concentração de Dachau era destinado a prisioneiros políticos e foi o primeiro a ser construído na Alemanha, servindo de modelo para todos os outros campos de concentração. Durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 206 mil judeus, homossexuais, oponentes políticos, deficientes e prisioneiros de guerra foram presos em Dachau, sendo que mais de 41 mil foram mortos ou executados até 29 de abril de 1945, quando as tropas americanas libertaram os prisioneirosd o local. Hoje o memorial do campo de concentração atrai anualmente 800 mil visitantes. CN/rtr/afp/lusa/ap

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos